20 de setembro de 2020
Mais
    Capa Notícias Cidades Servidora da saúde morre de Covid - 19 e durante o cortejo...
    EQUÍVOCO

    Servidora da saúde morre de Covid – 19 e durante o cortejo familiares descobrem que o corpo foi trocado

    A caminho do cemitério um parente recebeu um telefonema informando de que o corpo não era da agente comunitária

    Imagem: Corpo de Servidora da Saude e trocado Servidora da saúde morre de Covid - 19 e durante o cortejo familiares descobrem que o corpo foi trocado
    Reprodução

    Uma servidora da saúde morreu de Covid -19 na quarta-feira (26), e no momento em seria enterrada foi descoberto que se tratava de outra pessoa que estava no caixão.

     

    A agente comunitária Silvana Nardes de 43 anos, de Primavera do Leste deu entrada em unidade de saúde no dia 14 de agosto.

     

     O caso se agravou e no dia 19 foi transferida para uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de Cuiabá, onde permaneceu internada até o falecimento.

     

    Na manhã desta quinta-feira (27) foi realizado na cidade de Primavera do Leste um cortejo com presença de familiares e amigos para o enterro da servidora, porém, a caminho do cemitério um parente recebeu um telefonema informando de que o corpo não era da agente comunitária.

     

    O corpo da servidora estava previsto para chegar ainda nesta noite, mas até o momento não foi confirmado.

     

    A Secretaria Municipal de Saúde Cuiabá emitiu uma nota esclarecendo o acontecido.

     

    NOTA

     A Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá esclarece:

    -Existe um protocolo dentro do Hospital Referência COVID-19 para a liberação dos pacientes que foram a óbito. Após a constatação do óbito e de todos os trâmites legais, o falecido é colocado dentro de um invólucro impermeável, com seu nome afixado na altura do peito dele. Depois é colocado em um segundo invólucro, que também tem o nome do paciente afixado e levado para o necrotério.

    -A funerária contratada pela família vai até o hospital para fazer a retirada do paciente que foi a óbito. O serviço de óbito do Hospital Referência tem a responsabilidade de abrir o necrotério para que a funerária entre e leve o paciente correspondente à sua prestação de serviço. A responsabilidade de identificar o paciente que será levado é da funerária.

    -No caso em questão, a funerária entrou no necrotério e levou uma pessoa que não correspondia ao seu serviço.

    A Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá se solidariza com a família, que já passa pela dor do luto e que foi intensificada com este equívoco.

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS