24 de novembro de 2020
Mais
    Capa Notícias Mundo Deputado renuncia após trocar carícias com mulher durante sessão virtual
    ARGENTINA

    Deputado renuncia após trocar carícias com mulher durante sessão virtual

    "É algo grave que tenha acontecido no meio de uma sessão, mas eu estava completamente desconectado", afirmou Ameri

    Imagem: deputado renucia cargo Deputado renuncia após trocar carícias com mulher durante sessão virtual
    Reprodução

    O deputado Juan Emilio Ameri, de 47 anos, que foi flagrado trocando carícias com uma mulher diante da câmera do computador em plena sessão virtual do Congresso da Argentina, informou nesta sexta-feira (25) que renunciou ao cargo.

    “Eu deixei de ser deputado ontem à noite. Apresentei minha renúncia”, disse Ameri à emissora argentina A24, apesar de ressaltar que não cometeu “nenhum crime” e que o erro que cometeu foi “não olhar para a conexão de Internet”.

    Segundo o jornal “Clarín”, o pedido de renúncia foi feito para evitar sua expulsão da Câmara, e foi enviado durante a madrugada, ainda durante a mesma sessão, sendo aprovado pouco depois das 3 horas da manhã.

    Antes de renunciar, Ameri havia sido suspenso por 180 dias.

    Durante sessão que tratava sobre pagamento de pensões a aposentados, uma mulher se sentou no colo de Ameri e os dois começaram a trocar carícias. Em um dado momento, o parlamentar beijou os seios da companheira, que não foi identificada.

    Em entrevista à emissora Todo Notícias, o deputado disse que ele e a mulher “não passaram de um beijo nos seios” e que acreditava que o wifi estivesse desligado. “Aqui na minha casa tenho um sinal que vai e volta”, justificou.

    “É algo grave que tenha acontecido no meio de uma sessão, mas eu estava completamente desconectado”, afirmou Ameri

    Mais tarde, ele pediu que a imprensa deixasse em paz sua família e a mulher que o acompanhava no vídeo. “Não considero que a mídia deva estar na porta da casa da minha irmã, ou que assedie minha companheira. Ela não tem culpa. Ela está sendo vítima de assédio da mídia”, reclamou.

    “Eles não levam em conta que por trás do que comunicam existem pessoas, existem seres humanos. Eles estão fazendo uma caça às bruxas”, disse.

    Ainda na quinta-feira, o presidente da Câmara Baixa da Argentina, Sergio Massa, disse que iria escutar as explicações do deputado. “Mas não podemos admitir que ocorram esse tipo de situação”.

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS