22 de setembro de 2020
Mais
    Capa Notícias Mundo Idosa de 86 anos é agredida e estuprada enquanto esperava leiteiro em...
    ÍNDIA

    Idosa de 86 anos é agredida e estuprada enquanto esperava leiteiro em frente de casa

    Ela chorou o tempo todo e implorava para que ele parasse. Ela disse a ele que poderia ser sua avó. Mas ele ignorou seus apelos e a agrediu impiedosamente", diz Maliwal

    Imagem: IDOSA Idosa de 86 anos é agredida e estuprada enquanto esperava leiteiro em frente de casa
    Reprodução

    Dezenas de milhares de estupros são registrados na Índia todos os anos, mas alguns chamam a atenção por serem profundamente perturbadores.

    Em um caso particularmente chocante, a polícia da capital, Nova Déli, prendeu um homem na casa dos 30 anos pelo estupro e agressão de uma avó de 86 anos.

    “A mulher estava esperando pelo leiteiro em frente à sua casa, na noite de segunda-feira (7/9), quando foi abordada por seu agressor”, diz à BBC Swati Maliwal, chefe da Comissão para Mulheres de Déli.

    “Ele disse a ela que seu entregador de leite regular não estava vindo e se ofereceu para levá-la a um local onde ela poderia comprar leite.”

    A octogenária o acompanhou, diz Maliwal, e o homem a levou para uma fazenda próxima, onde a estuprou.

    “Ela chorou o tempo todo e implorava para que ele parasse. Ela disse a ele que poderia ser sua avó. Mas ele ignorou seus apelos e a agrediu impiedosamente quando ela tentou resistir e se proteger”, diz Maliwal.

    Os moradores locais que estavam passando ouviram seus gritos e a resgataram. Eles entregaram o agressor à polícia.

    Maliwal, que visitou a sobrevivente em sua casa na terça-feira, descreveu seu encontro como “de partir o coração”.

    “Suas mãos estão totalmente enrugadas. Você leva um choque quando ouve o que ela passou. Há hematomas em seu rosto e por todo o corpo e ela me disse que teve sangramento vaginal. Ela está sofrendo um trauma extremo.”

    Maliwal diz que pedirá a pena de morte para o agressor, que ela descreveu como “desumano”.

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS