28 de outubro de 2020
Mais
    Capa Destaques Idosa luta para receber da prefeitura aluguel do antigo prédio da Setrat
    ABSURDO

    Idosa luta para receber da prefeitura aluguel do antigo prédio da Setrat

    A dona do imóvel é idosa, sofre do Mal de Parkinson e tem passado dificuldades com a falta do dinheiro

    Depois de o receber de volta o imóvel onde funcionava a Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito (Setrat), que fica na avenida Dom Wunibaldo, Centro da cidade, em péssimas condições e depredado, a idosa Maria Rodrigues da Silva, de quase 90 anos de idade, uma das proprietárias do prédio, tenta agora receber o aluguel atrasado da prefeitura. O aluguel está atrasado 36 meses e em valores atualizados a dívida da prefeitura chega perto de R$ 130 mil, dinheiro que tem feito muita falta para a dona da casa, que é viúva e tem esse único imóvel como principal fonte de renda.

    Segundo o advogado Wesley Lopes da Silva Martins, que representa a proprietária do imóvel, o local teria sido alugado para que ali funcionasse a Setrat há anos, pelo valor de R$ 2,8 mil mensais, valor que vinha sendo pago até 2017, mas com a morte do esposo de dona Maria Rodrigues da Silva, o imóvel passou a ser inventariado, e os alugueis deixaram de ser pagos. “Depois disso houve uma troca de inventariantes, mas sempre houve representante para receber (os alugueis). Já fiz vários contatos tentando receber esses valores, inclusive com o próprio prefeito, mas até agora não conseguimos. Isso sem contar que nos entregaram o imóvel bastante depredado. Chegaram a derrubar parte do muro que dá para o terreno vizinho”, informou.

    Ele lembra ainda que dona Maria Rodrigues da Silva é viúva e sofre do Mal de Parkinson, vivendo hoje em dia aos cuidados de uma neta, que teve que deixar o emprego para se dedicar aos cuidados com a avó. “Esse é o único imóvel que ela aluga e depende desse dinheiro para tudo. Essa situação tem gerado transtorno e provocado dificuldades que uma senhora dessa idade não merecia passar. Hoje a tarde eu vou novamente tentar receber esses alugueis e espero que nos deem uma solução para esse caso”, concluiu o advogado.

    Outro lado

    Procurada pela nossa reportagem, a Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito informou que ocorreu um erro administrativo com relação ao pagamento dos aluguéis, mas a secretária e a assessoria jurídica da Setrat já estaria negociando com os advogados da parte o pagamento que será feito em duas parcelas.

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS