28 de outubro de 2020
Mais
    Capa Notícias Brasil Justiça determina que Flordelis deve usar tornozeleira eletrônica
    ACUSADA SER MANDANTE

    Justiça determina que Flordelis deve usar tornozeleira eletrônica

    Uma das justificativas do juiz Nearis dos Santos para a decisão foi a dificuldade para localizar a parlamentar até na Câmara dos Deputados

    Imagem: fLORDELIS Justiça determina que Flordelis deve usar tornozeleira eletrônica
    Reprodução

    A Justiça do Rio determinou nesta sexta-feira (18) o monitoramento por tornozeleira eletrônica da deputada federal Flordelis, acusada de mandar matar o marido, o pastor Anderson do Carmo.

    A decisão do juiz Nearis dos Santos Carvalho Arce, da 3ª Vara Criminal de Niterói, também impõe o recolhimento domiciliar noturno da parlamentar.

    Entre as justificativas o magistrado ressaltou o “quadro de incerteza acerca do paradeiro da ré Flordelis”. O juiz destacou ainda a dificuldade de localizar a deputada federal na Câmara dos Deputados.

    Nearis citou também o episódio em que uma bomba foi lançada na casa de uma testemunha do caso, no qual a vítima relatou se sentir ameaçada em especial por Flordelis e um dos filhos dela.

    O MP-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro) havia pedido o afastamento deputada federal das funções, o que não foi acolhido pelo juiz.

    Nearis considerou que os crimes “imputados a ré Flordelis não guardam relação direta com a função parlamentar”, seguindo uma decisão anterior do STF (Supremo Tribunal Federal).

    Por telefone, a defesa de Flordelis informou à Record TV Rio que pretende recorrer da decisão.

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS