02 de dezembro de 2020
Mais
    Capa Notícias Manchete Atletas de Jiu-Jitsu Rotam da PM conquistam medalhas em campeonato brasileiro
    PROJETO ESPORTIVO

    Atletas de Jiu-Jitsu Rotam da PM conquistam medalhas em campeonato brasileiro

    Das medalhas conquistadas pelas crianças e adolescentes atendidas pelo projeto de atletas mirins da Rotam, três são de ouro, três de prata e uma medalha de bronze

    Os alunos atletas do projeto social Jiu-Jitsu Rotam da Polícia Militar de Mato Grosso conquistaram sete medalhas no Campeonato Brasileiro de Jiu-Jitsu Esportivo (CBJJE). O evento ocorreu entre os dias 23 e 25 de outubro, na cidade de Caieiras, em São Paulo.

    Das medalhas conquistadas pelas crianças e adolescentes atendidas pelo projeto de atletas mirins da Rotam, três são de ouro, três de prata e uma medalha de bronze.

    Imagem: rotam Atletas de Jiu-Jitsu Rotam da PM conquistam medalhas em campeonato brasileiro
    O evento ocorreu entre os dias 23 e 25 de outubro, na cidade de Caieiras, em São Paulo. FOTO: PMMT

    Aluno do projeto há oito anos, o atleta Felipe Leonardo, de 17 anos foi um dos destaques da competição em São Paulo. O jovem que encarou o adversário no tatame com técnica e determinação venceu na modalidade No-Gi (Sem Kimono) e foi um dos alunos da ação da PM que trouxe medalha de ouro para Mato Grosso.

    Felipe Leonardo ou Filipinho, como é carinhosamente chamado pelos policiais treinadores e amigos de tatame, é um dos primeiros alunos do projeto. A vitória dele na modalidade No -Gi (sem kinomo) é inédito para o projeto. Em sua trajetória esportiva em competições, ele   já conquistou diversos títulos estaduais e nacionais.

    Coordenador do projeto, sargento Roderick Cardoso Ferreira destaca que mesmo com as dificuldades impostas pelo o isolamento social, com pouco tempo de treino devido a pandemia da Covid-19, os alunos da Rotam conseguiram se preparar e se destacar na competição.

    “Nós fomos surpreendidos com a pandemia, essa competição geralmente ocorre no primeiro semestre do ano, mas devido ao coronavírus, só pode ocorrer agora. Mesmo com pouco tempo para se prepararem nossos atletas conseguiram se destacar na competição que abre muitas portas”, destaca o sargento.

    Tomando todos os cuidados necessários para evitar a contaminação do novo coronavírus, os instrutores do Jiu-Jitsu Rotam conseguiram, em pouco tempo, preparar os pequenos águias lutadores para o campeonato.

    Além de Felipe Leonardo, que conquistou a medalha de ouro, os alunos João Victor Araújo, de 13 anos e Victor Marcel, de 15 anos de idade, também trouxeram para Mato Grosso o prêmio dourado mais desejado da competição esportiva.

    Os atletas Luciano da Silva (14), Rafael Luiz (12) e Sérgio Ichiro, o caçula da turma, conquistaram o segundo lugar no pódio e ganharam a medalha de prata. Já a atleta Liandra Cristina, de 15 anos, representou as mulheres e conquistou a medalha de bronze do campeonato.

    Atualmente o Jiu-Jitsu Rotam possui 200 alunos. A participação das crianças e adolescente em competições atendidas pelo projeto já é algo rotineiro, que prepara os jovens atletas para o desenvolvimento esportivo e social. Mesmo com a pandemia, o coordenador da ação social destaca que a determinação dos alunos não deixou a desejar.

    “Eles treinaram praticamente dois meses. O campeonato brasileiro é o start das competições de jiu-jitsu no país, prepara os atletas participantes para as disputas internacionais e garante oportunidades como o Bolso Atleta, do Governo do Estado”, explica o sargento.

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS