02 de dezembro de 2020
Mais
    Capa Destaques CRMV divulga nota sobre gato infectado com Covid-19 em Cuiabá
    EM MATO GROSSO

    CRMV divulga nota sobre gato infectado com Covid-19 em Cuiabá

    O Conselho Regional de Medicina Veterinária de Mato Grosso divulgou uma nota da a  recente informação de que uma gata de Cuiabá testou positivo para o coronavírus SARS-CoV-2, causador da COVID-19. O Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de Mato Grosso (CRMV-MT) destaca que não há evidências científicas de que animais de companhia são fonte de infecção para humanos.

    A Organização Mundial da Saúde Animal (OIE) e a Organização Mundial da Saúde (OMS) emitiram pareceres afirmando que não há evidências e estudos significativos comprovando que animais possam transmitir a Covid-19. Assim como não há evidência científica de que animais sejam vetores mecânicos ou possam carregar o vírus, ou que o vírus possa se replicar nos animais.

    O Conselho entende que, neste momento, não há nenhuma necessidade de alteração nos cuidados em relação à saúde dos animais de estimação (cães e gatos). A orientação é que os tutores mantenham a alimentação balanceada, água fresca abundante, os calendários de vacinação e a higiene (banho e tosa). Sendo assim, não existe necessidade de medo ou pânico com relação aos gatos e cães desenvolverem ou transmitirem o coronavírus que infecta os humanos. E em caso de emergência médica procurar um profissional médico-veterinário.

    O CRMV-MT reforça que em vez de perigo, os animais domésticos podem ser muito benéficos para a saúde, existem evidências científicas de que gatos e cães melhoram e enriquecem a vida e a saúde das pessoas. Além disso, eles podem ser de grande apoio psicológico para as famílias, reduzindo os níveis de estresse, algo de grande apoio em momentos de distanciamento social.

    Pesquisa – A Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) faz parte de um estudo multicêntrico para a vigilância de SARS-CoV-2, financiada pelo CNPq, liderada pelo professor doutor Alexander Biondo da Universidade Federal do Paraná (UFPR). O estudo em animais de companhia com interface a Saúde Única é intitulado Pet COVID19.

    A professora doutora da UFMT médica-veterinária Valéria Dutra integra o grupo de pesquisa, ela explica que alguns pets de tutores com Covid-19 que estavam em contato próximo durante a infecção foram testados.

    “Um gato foi testado positivo para SARS-CoV-2, o material deste animal será enviado para dois laboratórios, um no Paraná e outro em Minas Gerais, para confirmação do diagnóstico epossível detecção de anticorpos, por meio da sorologia. Considerando que já existem artigos publicados na literatura com infecções em animais e que precisamos de estudos aprofundados para melhor conhecimento da Covid-19 em cães e gatos, há um longo caminho ainda a percorrer com esses estudos”, relata a médica-veterinária.

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS