23 de novembro de 2020
Mais
    Capa Destaques Governo de MT lamenta morte do fotojornalista Lenine Martins
    LUTO NA COMUNICAÇÃO

    Governo de MT lamenta morte do fotojornalista Lenine Martins

    Ele tinha 64 anos e estava internado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) por complicações da Covid-19 desde o início de outubro

    O Governo de Mato Grosso lamenta o falecimento do fotojornalista Lenine Martins de Oliveira nesta sexta-feira (23.10), vítima da Covid-19. Ele tinha 64 anos e estava internado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) por complicações da doença desde o início de outubro.

    Imagem: Fotojornalista Lenine Martins Governo de MT lamenta morte do fotojornalista Lenine Martins
    Fotojornalista Lenine Martins trabalhou como servidor do Estado por mais de 40 anos – Foto por: Reprodução

    Lenine era servidor efetivo e atuou por 41 anos na Secretaria de Comunicação. Mesmo após a aposentadoria continuou fotografando e permaneceu no Estado como funcionário comissionado entre os anos de 2014 a 2019.

    Ele começou a trabalhar para o governo na gestão de José Fragelli, entre os anos de 1971 e 1975. Na época, um funcionário da assessoria de imprensa do então governador. Tornou-se fotógrafo no governo de Frederico Campos, entre 1979 e 1983.

    O secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, lamentou a morte do fotógrafo e externou condolências à família e amigos. “Foi um funcionário que dedicou sua vida a servir ao Estado. O trabalho de Lenine, está registrado na história da fotografia de Mato Grosso. Que Deus dê forças aos familiares e amigos e abençoe a todos neste momento difícil”.

    A secretária adjunta de Comunicação, Laice Souza, lembrou dos tempos em que trabalhou com o fotógrafo. “Tive o prazer de trabalhar com Lenine. Um profissional que amava o que fazia e um ser humano incrível. Fará muita falta. Meus profundos sentimentos à família”.

    O repórter fotográfico Mayke Toscano fez questão de destacar ter aprendido muito com Lenine. “Perco um grande amigo, que conheci no início da minha carreira. Lenine, o fotógrafo que trabalhou por mais tempo na Secom, 40 anos de história. Aprendi muito com ele”.

    A assessora de imprensa da Secretaria de Segurança Pública, Débora Siqueira, contou ter trabalhado com Lenine entre os anos de 2016 e 2018. “Sempre foi muito respeitado, sempre disposto para fotografar operações, o que fazia dele um cara muito querido pelas forças policiais”.

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS