27 de outubro de 2020
Mais
    Capa Notícias Política Polícia Militar começa a implantar patrulhamento agrícola em Mato Grosso
    PROJETO

    Polícia Militar começa a implantar patrulhamento agrícola em Mato Grosso

    Imagem: senador Fagundes Polícia Militar começa a implantar patrulhamento agrícola em Mato Grosso
    Foto: Da assessoria

    Quinze pólos de Mato Grosso devem receber a implantação do programa de segurança “Patrulhamento Agrícola”, que pretende prevenir e combater a violência em áreas agrícolas. O primeiro projeto está em fase de implantação pela Polícia Militar na região de Rondonópolis, em parceria com a Federação de Agricultura de Mato Grosso (Famato) e recursos viabilizados pelo senador Wellington Fagundes (PL-MT).

    A operação está sendo padronizada e consiste em manter contato permanente com os produtores rurais. O primeiro passo é o cadastro com dados sobre localização da propriedade, tipo de produção, nome dos proprietários e funcionários.

    Segundo o tenente-coronel Gleber Cândido Moreno, já existem 368 propriedades cadastradas e o contato é permanente por meio de visitas in loco ou por um aplicativo de relacionamento.

    “A partir de Rondonópolis, o projeto deve ser implantado em outros 14 pólos de Mato Grosso”, garante o coronel Wilker Soares Sodré, comandante da PM na região Sudeste de Mato Grosso.

    Os recursos, de emenda parlamentar do senador Wellington Fagundes, devem ser aplicados na compra de equipamentos de informática, incluindo um software.

    “Esse projeto nos dá mais tranquilidade”, garante o diretor administrativo e financeiro da Famato, Vilmondes Tomain.

    O parlamentar também atua para viabilizar a implantação de uma companhia independente da PM na região da Vila Operária, em Rondonópolis. A companhia independente é reivindicada pelo próprio comando da PM, que aponta a grande densidade de bairros na região – quase 80 – e o número de habitantes. Além disso, a região registra grande movimento no comércio e instituições financeiras.

    Além da Vila Operária, a companhia independente também atenderia os municípios de Guiratinga e São José do Povo. Para a criação da sede, a PM já conta com viaturas e efetivos disponíveis.

    Os projetos foram apresentados nesta segunda-feira (05.10) em reunião com o comandante-geral da Polícia Militar, Delwison Sebastião Maia da Cruz. Na ocasião, o parlamentar recebeu a solicitação de apoio para mais investimentos em transporte, tecnologia e compra de equipamentos bélicos.

    “Vamos atuar. Estamos começando a discutir o Orçamento Geral da União. Este é o momento”, disse o parlamentar.

     

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS