15 de janeiro de 2021
Mais
    Capa Notícias Brasil Pesquisa aponta que 6 em cada 10 alunos não aprovam aulas online
    ESTUDOS

    Pesquisa aponta que 6 em cada 10 alunos não aprovam aulas online

    Segundo estudo, a maioria aponta que a qualidade do ensino está pior, mas destacam positivamente o uso de tecnologias na educação

    Fernanda Oliveira mora na Brasilândia, zona norte de São Paulo, e como boa parte dos estudantes dessa região sofre com a instabilidade na conexão de internet. A jovem, que seguiu para o último semestre do curso de Estética e Cosmética na Unip, diz “odiar” as aulas remotas.

    Ela faz parte do universo de jovens ouvidos pela pesquisa Expectativas do Ensino no Brasil, da Minds & Hearts, empresa da holding HSR Specialist Researchers, e mostra que 60% dos estudantes não aprovam a experiência do ensino remoto.

    O estudo teve como objetivo entender como os alunos veem o ensino nos próximos anos e o que eles mudariam se fossem responsáveis por melhorar a educação do Brasil. Também avaliou como estão percebendo as mudanças na educação neste período de pandemia de covid-19. O estudo foi realizado com 1.099 alunos da rede pública e privada de todo o país, com idade entre 15 e 44 anos.

    Outro ponto que desagradou Fernanda neste período foram as aulas práticas. “Todas as atividades foram realizadas online, perdemos a experiência presencial de sala de aula”, diz. A estudante de estética pretende fazer cursos livres após a pandemia para recuperar o aprendizado dessas aulas.

    Ariadne Mangassarian cursava Bioquímica na UFSJ (Universidade Federal de São João del-Rei) no início do ano. Com as aulas remotas, a jovem decidiu voltar para casa e, também, mudar de curso.

    “Eu me matriculei em um cursinho online, mas foi uma decepção”, conta. “As aulas presenciais são dinâmicas e didáticas, mas pelo vídeo, são paradas, monótonas e eu perdia o foco.”

    Ariadne decidiu estudar por conta própria e deve prestar vestibulares para os cursos de Artes Visuais e Audiovisual. “Para quem não tem uma boa base, fazer as aulas online não funciona.”

    A pesquisa mostra que 66% dos estudantes estão odiando a experiência das aulas remotas.

    Somente 8% das pessoas entrevistadas já estudavam remotamente, enquanto 90% conheciam apenas cursos presenciais. Agora, 47% dos estudantes passaram a ter cursos online, 17% por vídeo-aula, 16% fazem ambas as formas e 3% afirmaram ter aulas tanto online, com professor, quanto presencial. No total, 13% disseram que estão com as atividades educacionais interrompidas.

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS