16 de abril de 2021
Mais
    Capa Destaques Movimento cobra tombamento da sede da Fazenda Velha, que data do início...
    PRESERVANDO NOSSA HISTÓRIA

    Movimento cobra tombamento da sede da Fazenda Velha, que data do início do século passado

    A preocupação é que a construção se degrade ainda mais e venha a desaparecer

    Uma das construções mais antigas da cidade, se não a mais antiga, a sede da Fazenda Velha, uma construção de adobe e aroeira com quatro quartos, duas salas e varandas, datada do início do século passado, está abandonada e corre o risco até de desaparecer. Por conta de sua importância histórica para Rondonópolis, um grupo de cidadãos da cidade cobra que a construção seja tombada e preservada para as futuras gerações.

    Imagem: Jocenaide Rosseto Movimento cobra tombamento da sede da Fazenda Velha, que data do início do século passado
    A professora Jocenaide Rossetto lidera um movimento que cobra o tombamento da construção histórica – Foto Divulgação

    De acordo com a professora do Departamento de História da Universidade Federal de Rondonópolis (UFR), Jocenaide Rossetto, a construção histórica é ameaçada pelas futuras obras de continuação da Avenida W11, que passará a cerca de 200 metros da mesma, que também está se degradando por conta da ação da chuva. “Desde 2016, o Conselho Municipal de Cultura vem comunicando à Secretaria Municipal de Cultura sobre a sua importância histórica e cultural e a necessidade de providencias. No mesmo sentido o Conselho entrou em contato com a equipe técnica da Secretaria de Estado de Cultura solicitando o Tombamento e ajuda nas negociações com o município, todavia, até o momento não houve providências”, afirmou.

    Ainda de acordo com a professora, que lidera um movimento que cobra o tombamento da construção, a casa histórica ainda possui os quatro quartos e duas salas que se comunicam, duas varandas sendo uma onde há o poço, a cozinha e uma despensa em condições de serem preservadas e restauradas, mas há uma urgência no tombamento, para que esse importante testemunho da história DE Rondonópolis não seja perdido de vez.

    O local serviu por muito tempo como ponto de apoio de navegação, quando o Rio Vermelho era usado para a navegação de barcos que vinham de outras localidades, e foi uma fazenda de criação de gado, tendo fornecido a carne para as pessoas que trabalharam na construção da linha telegráfica que interligou o estado com o restante do país, coordenado pelo Patrono da cidade e das Comunicações, o Marechal Candido Mariano da Silva Rondon.

    Imagem: sede FAzenda VElha1 Movimento cobra tombamento da sede da Fazenda Velha, que data do início do século passado
    A construção, datada do início do século passado, está em ruínas e corre o risco de desmoronar a qualquer momento – Foto Divulgação