15 de janeiro de 2021
Mais
    Capa Notícias Economia Preço médio da casa própria sobe pelo 11º mês consecutivo
    IMÓVEL

    Preço médio da casa própria sobe pelo 11º mês consecutivo

    Alta acumulada de 3,2% do índice FipeZap em 2020 leva o preço médio do metro quadrado vendido em território nacional a R$ 7.455

    O desejo de realizar o sonho da cara própria ficou mais caro em novembro pelo 11º mês seguido, de acordo com dados divulgados nesta quinta-feira (3) pelo Índice FipeZap, que acompanha os classificados de imóveis nas 50 maiores cidades do Brasil.

    Com a alta de 0,45% registrada no mês passado, o preço médio do metro quadrado construído no Brasil saltou R$ 7.455/m². Significa dizer que para colocar as mãos nas chaves de um apartamento padrão, com 65 m² e até dois dormitórios, é necessário desembolsar, em média, R$ 484.575.

    Entre os 50 municípios, o Rio de Janeiro (RJ) segue como o local mais caro para se comprar um imóvel, com o preço do metro quadrado na casa dos R$ 9.409. Somente em novembro, os valores praticados na capital fluminense subiram 0,28%. No ano, a alta acumulada é de 1,3%.

    A Cidade Maravilhosa é acompanhada cada vez mais de perto por São Paulo (SP), que acumula valorização de 3,4% no valor do metro quadrado ao longo de 2020, para R$ 9.294. Com a movimentação, se tornar proprietário de um imóvel de 65 m² na capital paulista custa, em média, mais de R$ 600 mil.

    Na terceira colocação do ranking aparece Brasília (DF), cidade com um salto de 9,16% no valor médio do metro quadrado construído no acumulado de 2020 (R$ 7.988). Na sequência, Balneário Camboriú (SC), onde cada espaço mínimo de terra é anunciado por cerca de R$ 7.646, é a última cidade com o valor apresentado no índice abaixo da média nacional.

    Na outra ponta do ranking, a cidade de Betim (MG) permanece com o metro quadrado mais barato do Brasil (R$ 3.084), após queda de 1,5% nos preços em novembro. O município mineiro é seguido por Pelotas (RS), São José dos Pinhais (PR) e Contagem (MG). Nas localidades, cada espaço mínimo de terra está avaliado por cerca de R$ 3.488, R$ 3.521 e R$ 3.710, respectivamente.

    Entre as capitais brasileiras, as três mais baratas para adquirir um imóvel já construído são Campo Grande (MS), Goiânia (GO) e João Pessoa (PB), onde cada metro quadrado construído custa, em média, 4.339, 4.446 e 4.473.

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS