17 de abril de 2021
Mais
    Capa Destaques Clotildes Fagundes lança livro que conta história de João Baiano e Dona...
    REGISTRO HISTÓRICO

    Clotildes Fagundes lança livro que conta história de João Baiano e Dona Minervina

    O livro conta a história do casal João Baiano e Dona Minervina, pioneiros de Rondonópolis, sob a ótica de seus descendentes

    A escritora rondonopolitana Clotildes Fagundes Duarte lançou o seu livro “Mãos Calejadas com Amor”, em que conta a saga do casal João Antônio, o João Baiano, e Minervina Fagundes, pais do senador Wellington Fagundes (PL), que saíram da Bahia para ajudar a construir Rondonópolis. Dividido em 11 capítulos, o livro é uma compilação de suas lembranças enriquecida por depoimentos de outros parentes e tem como foco principal as histórias do casal de pioneiros.

    “A minha preocupação, não foi o foco deles serem pioneiros de Rondonópolis. Lógico que falo disso, porque eles foram de fato pioneiros, eu coloco o ano de tudo. Mas a minha preocupação foi contar a luta deles, o caminhar deles, a formação da família diante de tanta dificuldade”

    Imagem: DSC 4811 Clotildes Fagundes lança livro que conta história de João Baiano e Dona Minervina
    “A minha preocupação foi contar a luta deles, o caminhar deles, a formação da família diante de tanta dificuldade”, explica a escritora Clotildes Fagundes Duarte – Foto Messias filho/AgoraMT

    Segundo ela, o livro começa a contar a história do casal desde que João Baiano ainda morava na Bahia, de onde logo após a morte de sua mãe, ele saiu e veio com um grupo de jovens que veio a pé para mato Grosso, atrás de oportunidades. O objetivo dele era se instalar em Poxoréu, cuja fama de “Rainha do Diamante” tinha atravessado fronteiras e chegado até onde o pioneiro morava.

    Mas apesar de vier disposto a morar na cidade garimpeira, João Baiano não queria ser garimpeiro, mas como um homem de visão, tinha certeza que muitas oportunidades se abririam no entorno da exploração do garimpo. “Ele dizia que ele não buscar o que ele não havia enterrado. Então, ele vinha para trabalhar”, contou Clotildes Fagundes.

    Essa viagem da Bahia para MT durou quase um ano, pois o grupo tinha que trabalhar pelo caminho para poderem se alimentar. Foi assim que chegou a Poxoréu, para algum tempo depois arrumar um emprego na fazenda do lendário Chico Pinga, muito conhecido na região à época. Os dois se tornaram amigos para toda a vida e o fazendeiro chegou inclusive a dar de presente um pedaço de suas terras para João Baiano.

    Imagem: 2 Clotildes Fagundes lança livro que conta história de João Baiano e Dona Minervina
    O livro foi organizado pelo também escritor Hermélio Silva – Foto Messias Filho/AgoraMT

    Ela conta ainda que por ser amigo de Chico Pinga e por ser muito trabalhador, o fazendeiro queria que ele se casasse com uma de suas filhas, mas o pioneiro estava interessado em outra destas, o que fez o casório “melar”. Mas algum tempo depois foi o fazendeiro que foi pedir a mão de Dona Minervina Pereira dos Santos, que viria a se tornar uma Fagundes, filha de outra família que também veio da Bahia para cá. Ela conta que o casal, ainda muito jovens, se conheceram somente no dia seu casamento, que foi “arranjado” pelo Chico Pinga.

    Ela conta também que o seu pai logo ficou conhecido na região como um homem muito disposto e de uma força excepcional. “Quando tinha algum serviço mais pesado, o pessoal falava ‘chama o João Baiano’, ‘isso aí só o João Baiano que dá conta’, diziam. Vem daí o seu apelido, que para eles era sinônimo de um homem forte”, explicou a escritora.

    Os recém-casados foram morar nas terras do responsável pelo enlace dos dois e somente alguns anos depois viriam morar em Rondonópolis, então apenas um pequeno aglomerado urbano, muito distante da metrópole interiorana de hoje.

    Ao todo, o casal teve nove filhos, mais dois destes faleceram ainda pequenos, restando sete vivos, dos quais o hoje senador Wellington Fagundes é o caçula. “Minha mãe tinha ido para Cuiabá fazer uma cirurgia de laqueadura quando descobriu que estava grávida do Wellington. Aí, ela não pôde fazer a cirurgia”, conta, entre risos.

    Imagem: clotiles e wf Clotildes Fagundes lança livro que conta história de João Baiano e Dona Minervina
    O lançamento do livro foi feito em uma cerimônia familiar, que contou com a presença do senador Welington Fagundes – Foto Divulgação

    Essas e outras histórias são contadas no livro “Mãos Calejadas com Amor”, que foi organizado pelo também escritor Hermélio Silva. Por conta da pandemia do novo coronavírus, o livro foi lançado em uma cerimônia familiar, sem a presença do público em geral, que contou com a presença do senador Wellington Fagundes e outros membros da tradicional família.

    e a publicação, que não será vendida, mas será disponibilizado para as principais bibliotecas da cidade.

    Mestra em Direito Civil, professora e advogada, Clotildes Fagundes Duarte é membro da Academia de Letras de Rondonópolis e essa é a sua segunda obra. A primeira foi um livro voltado para os operadores do Direito, escrito ainda nos tempos da faculdade.