08 de maio de 2021
Mais
    Capa Destaques Vereador quer tornar obrigatório divulgação de obras em andamento e paradas
    TRANSPARÊNCIA

    Vereador quer tornar obrigatório divulgação de obras em andamento e paradas

    A ideia do vereador é que seja criado uma espécie de placar com informações sobre as diversas obras públicas em execução e paralisadas

    Imagem: Investigador Gerson Vereador quer tornar obrigatório divulgação de obras em andamento e paradas
    “O que nós queremos com isso: é dar publicidade ao ato público”, afirmou o vereador Investigador Gerson – Foto Varlei Cordova/AgoraMT

    O vereador Gerson Luiz Moreira, o Investigador Gerson, quer tornar obrigatório da divulgação por parte da prefeitura de informações sobre as obras públicas atualmente em andamento e também sobre as paradas, esclarecendo os motivos da paralisação da obra, o tempo que a obra ficará parada e a data prevista para a retomada da mesma.

    Para o parlamentar, que está estreando na vereança, caso aprovado e implementado pela prefeitura, isso permitiria ao cidadão acompanhar de perto a execução das obras e cobrar que as mesmas tenham final e sejam entregues á população dentro do prazo correto. “A prefeitura poderá disponibilizar no seu site, na rede mundial de computadores, apresentando os motivos que levaram à paralisação da obra, o valor da obra em execução, o período estimado de paralisação da obra, a apresentação de nova data estimada para a conclusão da obra e os dados essenciais do responsável pela paralisação da obra. O que nós queremos com isso: é dar publicidade ao ato público”, pontuou.

    Ele conta que a ideia do projeto tem a ver com o grande número de obras paradas na cidade sem que o cidadão tenha noção do porque a mesma está parada e muito menos quando a mesma será retomada e concluída. “Muitos me perguntam quando tenho andado por aí fiscalizando essas obras, o que é papel do vereador. Muitos querem saber quais obras estão em andamento em Rondonópolis, para que o rondonopolitano possa saber de fato onde que o seu dinheiro está sendo investido”, concluiu.

    O projeto de lei ainda irá tramitar pelas comissões da Câmara, onde terá seu teor analisado do ponto de vista técnico e jurídico, para só depois ir à Plenário para ser votado.

    Assista abaixo a íntegra da entrevista com o parlamentar: