16 de fevereiro de 2021
Mais
    Capa Destaques Senador critica obras paradas e comemora aprovação do “FEX impositivo”
    ESPECIAL

    Senador critica obras paradas e comemora aprovação do “FEX impositivo”

    O senador também falou da vacinação contra a Covid-19 e outros assuntos

    Imagem: Reuniao dos prefeitos da regiao sudeste e o senador Wellington Senador critica obras paradas e comemora aprovação do “FEX impositivo”
    Prefeitos e lideranças políticas da região sudeste do estado – Varlei Cordova/ AGORA MT

    Reunido com prefeitos e lideranças políticas da região sudeste do estado, o senador Wellington Fagundes (PL) criticou as obras paradas, caracterizadas por ele como um desperdício de recursos públicos, falou sobre a aprovação do projeto de sua autoria que torna obrigatório do Auxílio Financeiro para Fomento das Exportações (FEX) e outros assuntos. Político experiente e com excelente trânsito pelos ministérios em Brasília, ele aproveitou a oportunidade para falar desses e outros assuntos importantes para os municípios e para o país.

    Crítico das obras públicas que muitas das vezes são lançadas como solução para demandas antigas da população, mas que em seguida são paralisadas e abandonadas pelos gestores, o senador apontou esse como um dos grandes e graves problemas do Brasil.

    “O cidadão que reclama por ter uma estrada esburacada, por falta de remédio, reclama com razão. Então, nós temos a obrigação de procurar a solução, os caminhos para atender acima de tudo o cidadão. Eu sempre digo que no Brasil, nem sempre é falta de recursos, nós temos muito desperdício de recursos. Eu dizia para os prefeitos: hoje nós temos no Brasil três mil creches inacabadas. E a obra inacabada não serve para nada, é um dinheiro público que foi aplicado e a população não está usufruindo. Por isso, às vezes o cidadão fica chateado, reclama da classe política e, nesse aspecto, com muita razão”, disparou.

    FEX

    Questionado sobre o projeto de sua autoria que torna obrigatório o pagamento por parte do Governo Federal do Auxílio Financeiro para Fomento das Exportações (FEX) aos estados, Fagundes informou que o mesmo já foi aprovado e que agora depende apenas da aprovação do Orçamento federal para 2021 para que os valores, num total de R$ 6 bilhões anuais comece a chegar nos cofres dos estados e prefeituras. Para MT, estão previstos algo em torno de R$ 500 milhões para este ano.

    “O FEX na verdade vence no final do ano, mas pelo que aprovamos o Governo vai pagar antecipadamente todos os meses. Então, o pagamento não será mais anual. Será mensal e isso facilita também para que os prefeitos possam planejar, organizar e atender melhor ao cidadão”, comemorou.

    30 anos de vida pública

    Imagem: Sendor Wellington Fagundes Senador critica obras paradas e comemora aprovação do “FEX impositivo”
    Wellington Fagundes comemorou recentemente 30 anos de vida pública – Varlei Cordova/ AGORA MT

    Com seis mandatos consecutivos de deputado federal e atualmente senador da República, Wellington Fagundes comemorou recentemente 30 anos de vida pública. Perguntado se ainda tem gás para continuar tão ativo como foi até hoje na política, o senador respondeu entre risos que se sente renovado e mais experiente para os desafios.

    “A política, diferentemente do futebol e de um ou outro esporte, exige além do vigor físico a experiência política. É uma honra para mim já estar completando 30 anos de vida pública, seis mandatos de deputado de forma consecutiva, duas vezes como o mais votado do estado. Ainda hoje o mais votado da história de Mato Grosso e depois eleito senador. Isso me traz muita honra, mas também me traz muito compromisso, porque com mais experiência, sabemos os caminhos melhores e temos que buscar a solução para o nosso estado”, declarou.

    Vacinação contra a Covid-19

    Antenado em todos os temas atuais, o senador, que é membro da Comissão de Orçamento do Senado, informou ainda que atuou para a aprovação de R$ 20 bilhões para a aquisição de vacinas contra a Covid-19 e que tem cobrado celeridade na imunização da população. “Tivemos uma audiência com o ministro da Saúde e conversamos muito sobre a vacina. Nós, na abertura do Orçamento já fomos bem claros que a meta agora é vacinar, vacinar e vacinar. Temos que buscar a vacina onde tiver e ao custo que for, mas o mais importante é salvar as vidas”, externou.

    Ele ainda comentou a boa notícia de que até o mês de julho já teremos a vacina 100% fabricada no Brasil, inclusive com a fabricação do Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA), que também é conhecido como “Alma das Vacinas” e que hoje é totalmente importado, o que em tese permitirá a fabricação do imunizante para ser aplicado em todos os brasileiros e brasileiras até o final do ano.

    O senador Wellington Fagundes também falou das obras em rodovias federais, ferrovias e outros assuntos. Assista a seguir um vídeo com a entrevista:

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS