23 de fevereiro de 2021
Mais
    Capa Destaques Câmara antecipa Ordem do Dia e Sessão que aconteceria na quarta
    NO LEGISLATIVO

    Câmara antecipa Ordem do Dia e Sessão que aconteceria na quarta

    Os vereadores adiantaram seus trabalhos desta semana para poderem participar da eleição da Uccmat, entidade que representa os vereadores do estado

    Imagem: Ordem do dia com os vereadores de Rondonopolis Câmara antecipa Ordem do Dia e Sessão que aconteceria na quarta
    A Ordem do Dia foi antecipada para o período da manhã e a Sessão do Legislativo deve acontecer na tarde de hoje (23) – Foto Varlei Cordova/AgoraMT

    Os vereadores de Rondonópolis anteciparam a Ordem do Dia, reunião onde são debatidos e definidos os projetos de lei que irão para a votação nas Sessões Ordinárias do Legislativo. Normalmente, ela aconteceria no período da tarde, mas tanto a Ordem do Dia quanto a Sessão dessa semana foram antecipados, para permitir que os vereadores possam participar da eleição para a nova diretoria da União das Câmaras Municipais de Mato Grosso (Uccmat), que acontece nessa quarta-feira (24), em Cuiabá. No caso da Sessão, ela acontecerá no período da tarde dessa terça (23).

    Um dos assuntos debatidos pelos vereadores foram os projetos de lei enviados pelo Executivo que chegam em cima da horam muitas das vezes já com a Sessão em andamento e, devido à urgência de aprovação destes, os vereadores acabam por votar sem conhecer a fundo o teor dos tais projetos, o que prejudica o trabalho dos vereadores.

    Líder do prefeito, o vereador Reginaldo Santos (SD) garantiu aos demais colegas que irá trabalhar para que todos estes projetos sejam protocolados pelo menos até o momento do início da Ordem do Dia, que acontece nas terças-feiras de tarde, de forma que estes tenham pelo menos um dia para analisar os projetos antes destes erem votados. “Eu vou fazer um compromisso aqui com os colegas, tudo que chegar aqui com Urgência, de preferência, que nós tenhamos conhecimento pelo menos até a Ordem do Dia. eu acho que é até um desrespeito com os colegas que vão votar”, se comprometeu.

    O problema é antigo e tem causado problemas aos parlamentares, que muitas das vezes são obrigados a votar apressadamente em projetos com pedido de Urgência, sem ter conhecimento prévio do seu teor, mesmo esses projetos tendo ficado por meses parados no Executivo.

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS