18 de abril de 2021
Mais
    Capa Destaques Criação de microempresas aumenta mais de 200% em Rondonópolis
    ECONOMIA

    Criação de microempresas aumenta mais de 200% em Rondonópolis

    No primeiro mês de 2021, 499 microempreendedores individuais saíram da informalidade

    No período de pandemia muitas empresas fecharam as portas e pessoas ficaram desempregadas. Diante do cenário a única opção foi inovar.

    Em Rondonópolis no primeiro mês de 2021, 499 microempreendedores individuais saíram da informalidade com a abertura de microempresas. O aumento foi 3 vezes maior em comparação com janeiro de 2020, quando foram criadas 146 microempresas.

    Imagem: jarmes Criação de microempresas aumenta mais de 200% em Rondonópolis
    Jarmes de Souza Freitas – Foto: Narciso Souza / TV CIDADE

    O Gerente do Departamento de Fomento a Micro e Pequenas Empresas, Jarmes de Souza Freitas explica que mais de 2 mil pessoas por mês estão buscando a formalidade. “Muitas pessoas passam aqui no escritório do Centro de Atendimento Empresarial em busca da formalidade através do cadastro no Microempreendedor Individual (MEI). Com o MEI os empresários diminuem a burocracia, além de conseguir abrir uma conta jurídica, ter acesso a financiamentos e benefícios da previdência social como aposentadoria e salário-maternidade”, explica Jarmes.

    De acordo com informações do Departamento de Fomento a Micro e Pequena Empresa, 499 microempreendedores individuas conseguiram sair da informalidade e abrir suas empresas no último mês, enquanto que em janeiro de 2020, foram 146.

     

    Imagem: priscila Criação de microempresas aumenta mais de 200% em Rondonópolis
    Priscila Costa – Foto: Zé Roberto / TV CIDADE

    Cansada de trabalhar para os outros, a Priscila Costa resolveu buscar uma solução. Ela aprendeu a fazer canapés vendo vídeos na internet e começou a empreender sozinha. Atualmente a empreendedora abastece mais de 20 empresas em Rondonópolis. São produzidos mais de 2 mil canapés por dia.

    “Eu resolvi empreender porque eu já estava no meu limite. Eu que faço tudo, coloco a mão na massa e faço os canudos. Uma dica que eu dou para quem quer empreender é que tem que se formalizar. É importante fazer o cadastro no MEI”, explica a empreendedora.