13 de março de 2021
Mais
    Capa Notícias Mundo Mais de 10 milhões receberam 1ª dose de vacina de Covid -...
    IMUNIZAÇÃO

    Mais de 10 milhões receberam 1ª dose de vacina de Covid – 19 no Reino Unido

    Primeiro-ministro Boris Johnson comemorou número de pessoas que tiveram pelo menos a primeira dose do imunizante

    Imagem: Vacinacao no Reino Unido Mais de 10 milhões receberam 1ª dose de vacina de Covid - 19 no Reino Unido
    Reprodução

    O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, anunciou nesta quarta-feira (3) que mais de 10 milhões de pessoas no país receberam, pelo menos, uma dose de vacina contra o novo coronavírus.

    O chefe de governo, além disso, comemorou o fato de os agentes imunizantes reduzirem as mortes e os casos graves da covid-19, embora tenha deixado um alerta para a população britânica.

    “Estas vacinas não nos tornarão invulneráveis. Nenhuma vacina nunca conseguiu oferecer 100% de proteção a todo mundo”, afirmou Johnson, em entrevista coletiva concedida na residência oficial, em Downing Street.

    Recentemente, o governo britânico decidiu atrasar a aplicação da segunda dose até duas semanas após a primeira, com o objetivo de maximizar o número de pessoas com certa imunidade, o mais rapidamente possível.

    Hoje, Johnson destacou os resultados de um estudo preliminar da Universidade de Oxford, que sugerem que a vacina da AstraZeneca tem eficácia geral de 76% durante os três meses posteriores a aplicação da primeira dose.

    Sinais de esperança

    O premiê falou, além disso, de “sinais de esperança”, ao se referir aos números recentes da pandemia, embora admita que os níveis de contágio seguem altos de maneira alarmante.

    Hoje, as autoridades locais informaram a notificação de 19.202 casos a mais de infecção pelo novo coronavírus, e 1.322 mortes provocadas pela covid-19.

    Nos últimos sete dias, no entanto, a quantidade de positivos contabilizados caiu 25,1%, enquanto os óbitos apresentaram redução em 13,4%.

    Além disso, está em baixa a ocupação dos leitos de hospital no Reino Unido, ondem seguem internadas 32.851, bem abaixo das 39.219 que estavam sendo tratadas em 19 de janeiro.