13 de fevereiro de 2021
Mais
    Capa Destaques Plano de segurança para jogos da 1ª divisão em Cuiabá é discutido
    SÉRIE A DO BRASILEIRO

    Plano de segurança para jogos da 1ª divisão em Cuiabá é discutido

    A ideia é elaborar um plano que permita ao torcedor ir com segurança ao estádio

    Imagem: discussao jogos Plano de segurança para jogos da 1ª divisão em Cuiabá é discutido
    A medida atende às disposições previstas no Estatuto do Torcedor – Foto Divulgação

    Para garantir a aplicação das normas de proteção e defesa do torcedor mato-grossense após ascensão do Cuiabá Esporte Clube para a 1ª Divisão do Campeonato Brasileiro, o Ministério Público do Estado de Mato Grosso, por meio da Promotoria de Justiça que atua junto ao Juizado Especial Criminal Unificado (Jecrim), e a Polícia Militar iniciaram as discussões para elaboração de um plano de segurança para os jogos que ocorrerão na Capital. A medida atende às disposições previstas no Estatuto do Torcedor.

    Durante a reunião, realizada na quinta-feira (11), o promotor de Justiça Mauro Poderoso destacou que essa importante parceria com os órgãos de Segurança Pública visa uma prestação de serviços de qualidade aos torcedores e à população. “Queremos que os torcedores e suas famílias possam ir ao estádio e voltar para suas casas em paz, em segurança”, completou.

    Na próxima semana, segundo ele, uma comitiva formada por representantes da PM, Polícia Civil e Ministério Público seguirá para o Rio de Janeiro com a finalidade de conhecer o trabalho do Batalhão Especial de Policiamento de Estádio (BEPE) e outras experiências de órgãos de segurança e do Judiciário na atuação junto aos eventos em estádios de futebol.

    O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Jonildo José de Assis explica que mesmo que não tenha grande número de torcedores nas arquibancadas, por conta das restrições impostas pela pandemia da Covid-19, será necessário ter planos de segurança bem definidos e estruturados. O entendimento é que haverá muitos torcedores no entorno do estádio, no aeroporto, hotéis onde estarão hospedados os jogadores, entre outros espaços.

    Participaram da reunião, além do coronel Assis e do promotor Mauro Poderoso, os coronéis Carlos Eduardo Pinheiro (subchefe de Estado Maior), Fábio Andrade (diretor de Inteligência), Esnaldo Moreira (comandante do 1º Comando Regional de Cuiabá) e José Nildo Oliveira (do Comando Especializado). E ainda os tenentes-coronéis Alessandro Pereira de Jesus (da Superintendência de Planejamento Operacional), Paulo Cesar (comandante do Batalhão Rotam) e Luiz Fernando Dias (comandante do 10º Batalhão, unidade responsável pelo policiamento da região da Arena Pantanal).

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS