09 de fevereiro de 2021
Mais
    Capa Destaques PM prende traficante com R$ 25 mil e 336 mil em cheques
    EM CUIABÁ

    PM prende traficante com R$ 25 mil e 336 mil em cheques

    Os policiais encontraram maconha na sala e no quarto, além um tablete de pasta base de cocaína enterrado no jardim

    Imagem: PM droga e dinheiro Cba PM prende traficante com R$ 25 mil e 336 mil em cheques
    O homem confessou que é responsável em recolher o dinheiro nas bocas de fumo a mando de uma organização criminosa – Foto PMMT

    Equipes da 20ª Companhia de Força Tática prenderam na noite desta segunda-feira (8) um homem de 31 anos por tráfico de droga, no bairro Santa Cruz II, na capital. Os policiais realizavam patrulhamento pelo bairro Araés e perceberam um grupo de pessoas em um ponto de usuários de droga.

    Com a aproximação da viatura, todos correram. No desespero, dispensaram 14 porções de pasta base de cocaína encontradas no chão.

    Já saindo do local, um morador, indignado com a situação, apontou a localização de um traficante que seria o responsável em abastecer as bocas de fumo na localidade. Ele disse que durante as entregas, o denunciado estava sempre em um veículo Honda City preto e seria morador do bairro Santa Cruz II.

    Com base na denúncia, os policiais foram à procura do homem, que foi identificado quando chegava a sua casa. Ao ver a viatura, ele desceu do carro já desesperado e gritando para esposa abrir o portão.

    Devido sua atitude, foi rendido e se debatia, resistindo, sendo necessário o uso de algemas. No bolso carregava 10 porções de pasta base de cocaína semelhante a droga encontrada no bairro Araés.

    Na vistoria na casa, os policiais encontraram porções e pedaços de maconha na sala e no quarto, além de várias folhas de cheques totalizando o valor de R$ 336.800,00. Um tablete de pasta base de cocaína estava enterrado no jardim.

    Os policiais perceberam que o Honda City tinha diversos compartimentos e na busca minuciosa, encontrados uma sacola com R$ 25.972,00 em dinheiro e uma réplica de pistola.

    O homem confessou que é responsável em recolher o dinheiro nas bocas de fumo a mando de uma organização criminosa. Ele é monitorado por tornozeleira eletrônica com passagens criminais por roubo, homicídio, tráfico de droga e tortura.

    ÚLTIMAS NOTÍCIAS