18 de abril de 2021
Mais
    Capa Destaques PRF prende dois homens com vários produtos adquiridos de forma fraudulenta
    SE DERAM MAL

    PRF prende dois homens com vários produtos adquiridos de forma fraudulenta

    Os homens presos são suspeitos de praticar golpes contra o comércio de pelo menos três cidades do Estado

    Imagem: Produtos recuperados com estelionatarios PRF prende dois homens com vários produtos adquiridos de forma fraudulenta
    Os homens são suspeitos de cometerem estelionato em pelo menos três cidades de MT – Foto Varlei Cordova/AgoraMT

    A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu dois homens e apreendeu diversos produtos que teriam sido adquiridos de forma ilícita. A prisão aconteceu no final da manhã desta segunda-feira (8) e foram apreendidos uma quantidade de cerveja e refrigerantes em lata, além de óleo lubrificante e uma televisão.

    De acordo com informações da PRF, as pessoas presas teriam praticado o crime de estelionato em pelo menos três municípios de Mato Grosso, Sinop, Cuiabá e Alto Garças, e foram abordados pelos policiais quando passavam por Rondonópolis em um veículo Fiat Palio.

    Esses indivíduos estariam aplicando o golpe nas cidades, comprando tudo que era possível ser comprado usando folhas de cheque clonados.

    Assim que abordados pela PRF, os dois não souberam explicar a origem dos produtos que transportavam e após os policiais encontrarem no interior do veículo as notas fiscais dos produtos, estes entraram em contato com os responsáveis pelos estabelecimentos que venderam os produtos para a dupla, sendo informados que no momento em que foram ao banco descontar os cheques fornecidos pelos estelionatários, descobriram que os cheques que receberam eram clonados.

    Os estelionatários informaram aos policiais que teriam comprado as folhas de cheque já no intuito de cometer os crimes, sendo que um deles já teria sido preso pelo cometimento do crime de estelionato e o outro por roubo.

    Quando verificaram os documentos dos presos, os policiais da PRF descobriram que a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) do condutor do veículo era falsa.

    Os dois foram encaminhados à Delegacia da Polícia Federal na cidade.