17 de março de 2021
Mais
    Capa Entretenimento Vocalista do grupo Molejo é acusado de estupro
    CASO DE POLÍCIA

    Vocalista do grupo Molejo é acusado de estupro

    Anderson de Oliveira, está sendo acusado de estuprar um rapaz de 21 anos

    Anderson, vocalista do grupo Molejo, negou a acusação de estupro feita por um jovem de 21 anos. Por meio de nota oficial, o cantor disse que foi surpreendido com as notícias que circularam na imprensa a seu respeito.

    “Anderson Leonardo lamenta profundamente as declarações envolvendo seu nome, refutando qualquer ato de violência contra quem quer que seja, negando categoricamente a acusação completamente falsa de agressão sexual feita em seu desfavor. Em mais de 30 anos de vida pública, jamais tivera seu nome ligado a qualquer ato criminoso ou que viesse a desabonar ou macular a sua imagem e carreira, seja de sua vida profissional ou pessoal”, disse um trecho da nota.

    ENTENDA O CASO

    O vocalista do grupo Molejo, Anderson de Oliveira, está sendo acusado de estuprar um rapaz de 21 anos. A vítima, que se referia ao músico nas redes sociais como padrinho artístico, compareceu à 33ª Delegacia de Polícia do Rio, em Sulacap, nesta quarta-feira (3), e registrou um boletim de ocorrência acusando o cantor pelo crime.

    Caso teria acontecido em dezembro de 2020

    Caso teria acontecido em dezembro de 2020

    O jovem conversou com o R7 e afirmou ter sido violentado no fim do ano passado. A reportagem também teve acesso ao boletim de ocorrência, que traz detalhes da acusação.

    De acordo o documento, a vítima teria saído de casa no dia 11 de dezembro de 2020, por volta da meia-noite. À polícia, o rapaz contou que foi se encontrar com Anderson para conversar sobre sua carreira artística. O encontro teria sido marcado em um clube conhecido como Colombinos, no bairro da Taquara, onde o empresário do cantor teria um grupo de futebol.

    O jovem afirmou que, chegando ao local, entrou no carro do músico e, no interior do veículo, Anderson teria dito: “Vamos pra algum lugar comer alguma coisa e a gente faz a reunião, filho”. Ele disse que percebeu que o músico dirigia o carro para a Estrada do Catonho, zona oeste do Rio, e acreditou efetivamente que eles iriam fazer uma refeição. Entretanto, o vocalista do grupo Molejo teria o levado para um motel.