20 de abril de 2021
Mais
    Capa Notícias Deputado diz que Saúde em MT já colapsou e decreto é “tardio”
    “ANTESSALA DO CAOS”

    Deputado diz que Saúde em MT já colapsou e decreto é “tardio”

    Lúdio diz que Mendes e Emanuel fazem confronto político "do nível mais baixo possível"

    Imagem: LUDIO CABRAL
    Deputado Lúdio Cabral, que citou cenário de caos na Saúde – Foto: assessoria da AL

    O deputado estadual Lúdio Cabral (PT) afirmou que Mato Grosso já vive um colapso na saúde pública, em razão da explosão de casos de Covid-19 nas últimas semanas.

    “Mato Grosso está na antessala do caos. Taxa de ocupação de 88%, 89% já significa, na prática, um colapso do sistema de saúde. Porque só não é 100%, infelizmente, em decorrência da alta mortalidade apresentada dentro das UTIs”, disse.

    Segundo ele, também houve uma reativação de 20 leitos na Santa Casa e o antigo Pronto Socorro conseguiu reorganizar pacientes internamente para poder ofertar mais leitos.

    O petista também não economizou críticas a postura do governador Mauro Mendes (DEM) e o prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB) que, em meio à pandemia, continuam trocando farpas políticas e tomando decisões divergentes.

    A crítica faz alusão, por exemplo, ao fato de os gestores terem baixados decretos com medidas bastante diversas não que diz respeito ao combate do vírus.

    “Aqui em Mato Grosso, infelizmente, temos governantes que não se comportam como estadistas, que não têm capacidade de articulação e diálogo e só sabem fazer confronto político do nível mais baixo possível. Não tem cabimento o prefeito de Cuiabá, o governador e o prefeito de Várzea Grande não conseguirem sentar para conversar”, argumentou.

    “As decisões dos governos deveriam ser sintonizadas e não havia necessidade de querer reinventar a roda agora. Não tem lógica, em um cenário de colapso do sistema de saúde, de alta transmissibilidade, os governos ficarem batendo cabeça. Sem contar que o decreto baixado pelo Estado é tardio e insuficiente”, concluiu.