11 de maio de 2021
Mais
    Capa Destaques Emanuel não descarta lockdown, mas adia anúncio de novas medidas
    RISCO ALTO DE CONTAMINAÇÃO

    Emanuel não descarta lockdown, mas adia anúncio de novas medidas

    "Vou estudar bastante, analisar bem para fazer o que é melhor”, disse o prefeito

    Imagem: Emanuel Kalil Emanuel não descarta lockdown, mas adia anúncio de novas medidas
    Os prefeitos Emanuel Pinheiro e Kalil Baracat: discussão sobre medidas restritivas – Foto: Luiz Alves/Assessoria

    O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), afirmou que não está descartada a adoção de um lockdown na Capital, apesar de acreditar ser muito difícil ocorrer uma decisão neste sentido.

    O “fecha tudo” de 10 dias foi sugerido em um decreto do governador Mauro Mendes (DEM), para todos aqueles municípios que apresentam classificação de risco muito alto de contaminação pela Covid-19.

    Além da Capital, outras 49 cidades estão com essa classificação, conforme boletim da secretaria de Estado de Saúde.

    “Quero anunciar amanhã, no mais tardar, na segunda-feira (29), as medidas a serem adotadas na Capital. Vou estudar bastante, analisar bem para fazer o que é melhor”, disse.

    “Não vou dizer que o lockdown está descartado, mas é muito difícil”, emendou o prefeito.

    As declarações foram dadas na tarde desta sexta-feira (26), após reunião com o prefeito de Várzea Grande, Kalil Baracat (MDB) – uma vez que a Cidade Industrial também figura com altos índices de contaminação e mortes em decorrência do vírus.

    Os gestores avaliam a possibilidade de baixar um decreto com medidas semelhantes para os dois municípios.

    “Hoje tivemos uma conversa para trocar experiências. Entendemos que temos que marchar juntos, já que estamos a frente das duas maiores cidades do Estado e temos uma preocupação também com os municípios vizinhos”, disse Emanuel.

    “Dá para fazer um decreto único? Seria ideal? Se for possível, sim. Mas cada um vai ter autonomia para baixar seu decreto. O prefeito Kalil ainda fará uma nova reunião com seu comitê e voltaremos a tratar deste assunto amanhã”, concluiu o prefeito da Capital.

    Veja o vídeo com as declarações do prefeito de Cuiabá: