Mais
    Agora MT Mundo Seca agrava insegurança alimentar em Angola
    ÁFRICA

    Seca agrava insegurança alimentar em Angola

    Seca em Angola é a pior em 40 anos, alertou a ONU; por falta de chuva, 40% das lavouras do país foram destruídas

    FONTE
    VIA

    O Programa Mundial de Alimentos, PMA, alertou que a fome está aumentando em Angola. Nas províncias do sudoeste, o país vive seu pior episódio de seca em quatro décadas.

    Falando a jornalistas em Genebra, o porta-voz do PMA, Tomson Phiri, disse que a situação está prejudicando toda a estação das chuvas, que normalmente vai de novembro a abril.

    Seca

    O país vive episódios de seca desde dezembro do ano passado com precipitações abaixo da média nas províncias de Cuanza Sul, Benguela, Huambo, Namibe e Huíla. Não se espera que a situação melhore nos próximos meses, com chuvas acima da média.

    À medida que o abastecimento de água diminui, as colheitas são gravemente afetadas, com perdas de até 40%, e aumenta o risco para o sustento dos rebanhos.

    O PMA está extremamente preocupado, dada a insegurança alimentar crônica e as taxas de desnutrição nas áreas mais afetadas.

    A situação também gera movimentos migratórios nas áreas mais afetadas, com famílias se mudando para outras províncias e cruzando a fronteira com a Namíbia.

    Imagem: 08 5 Seca agrava insegurança alimentar em Angola
    Seca em Angola deixou famílias desesperadas e crianças sem tempo para educação – FOTO – Unicef Angola / Carlos César

    Apoio

    A agência da ONU está coordenando as avaliações de segurança alimentar e nutricional no sul do país.

    A análise de Classificação Integrada da Fase de Segurança Alimentar, IPC, está prevista para o final de maio.

    O PMA também tem apoiado o governo nas áreas de alimentação escolar, avaliação da vulnerabilidade e continuará a monitorar de perto a situação e fornecer assistência técnica com base nas lacunas de resposta.

    Relatório

    Angola foi um dos países destacados em um relatório do PMA e da Organização da ONU para Alimentação e Agricultura, FAO, publicado esta semana.

    A pesquisa prevê um aumento do preço dos alimentos e informa que os valores cobrados pela farinha de mandioca e de milho, os principais alimentos básicos do país, já subiram 30% e 25% no ano passado, respectivamente.

    As agências estimam que 1 milhão de pessoas sofrerão de insegurança alimentar em 2021, cerca de 17% acima da média de cinco anos.

     

    Relacionadas

    Cientistas descobrem método que impede totalmente a infecção pelo coronavírus

    Um grupo de cientistas belgas conseguiu isolar um tipo de açúcar presente nas células humanas e que o vírus da Covid-19 utiliza para infectar...

    Turquia dirá não à entrada de Finlândia e Suécia na Otan

    O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, disse nesta segunda-feira (16) que o país votará contra a entrada da Finlândia e da Suécia na Otan (Organização...

    Vítimas do desabamento de edifício em Miami receberão R$ 5 bilhões

    Sobreviventes e familiares das vítimas do desabamento de um edifício em Surfside, na Flórida, Estados Unidos, que deixou 98 mortos no ano passado, vão...

    Urso é flagrado no banco do carona após vandalizar carro da sogra de morador

    Um morador da cidade de Cornwall, no estado de Connecticut (EUA), flagrou um urso sentado no banco de carona do carro da sogra dele. Isso depois do...

    Torcida rouba carro de treinador e avisa: ‘Só devolveremos se pedir demissão’

    Torcedores do Napoli confirmaram nesta quinta-feira (12) que roubaram, em outubro do ano passado, o carro do treinador da equipe, Luciano Spalletti, e estabeleceram uma...

    Finlândia anuncia oficialmente que decidiu pedir adesão à Otan

    A Finlândia tomou a decisão de se candidatar à adesão à Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), anunciou oficialmente o presidente finlandês, Sauli...

    Governo japonês inicia inscrições para bolsas de pós-graduação destinadas a brasileiros

    O Ministério da Educação, Cultura, Esporte, Ciência e Tecnologia (MEXT) do governo japonês abriu as inscrições para os programas de bolsas de estudo de 2023...

    Zelenskiy diz que adesão do país à Otan teria evitado guerra

    O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskiy, disse nesta quarta-feira (11), na universidade francesa Sciences Po, por videoconferência, que uma adesão de seu país à...

    Pela 1ª vez príncipe Charles substitui Elizabeth 2ª em ‘discurso do trono’

    O príncipe Charles sucedeu a rainha Elizabeth 2ª nesta terça-feira (10) no simbólico "discurso do trono", que abre os trabalhos do Parlamento, um momento histórico...

    Especiais

    Últimas

    Editoriais

    Siga-nos

    Mais Lidas