05 de agosto de 2021
Mais
    Capa Notícias Política Dirigente do Sintep pede bom senso aos diretores de escolas estaduais
    PLANTÕES PRESENCIAIS

    Dirigente do Sintep pede bom senso aos diretores de escolas estaduais

    Maria Celma, da subsede do Sintep em Rondonópolis, disse que espera que diretores não convoquem professores para realizar plantões pedagógicos presenciais

    Maria Celma de Oliveira presidente do sindicato em Rondonópolis - Foto: Varlei Cordova / AGORA MT
    Maria Celma de Oliveira criticou portaria que autoriza diretores a convocar professores para plantões presenciais – Foto: Varlei Cordova / AGORA MT

    A professora Maria Celma de Oliveira, dirigente da subsede do Sintep em Rondonópolis, criticou a portaria que altera as normas para o teletrabalho nas escolas da rede estadual. Segundo ela a decisão de ampliar a presença de servidores administrativo e autorizar diretores a convocar professores para ‘plantões pedagógicos’ coloca aumenta o risco para todos.

    “Temos travado uma luta com o governo desde o início da pandemia para que as aulas não sejam presenciais. Estamos num momento em que a pandemia continua em alta e muitos profissionais têm sido atingidos no Estado inteiro”, declarou. “Isso (atividades presenciais) coloca em risco a vida dos profissionais e estudantes”.

    A sindicalista informou que já há uma assembleia geral convocada para maio, que poderá ser antecipada dependendo da situação. “Se o governo insistir nesta questão de convocar os trabalhadores e trabalhadoras da Educação para o trabalho presencial sem a garantia de vacinas, para os profissionais e os estudantes até 18 anos, a categoria será convocada para deliberar”.

    Maria Celma defende que o governo intensifique os esforços para garantir mais vacinas e, enquanto isso, invista para melhorar as condições de teletrabalho – usando meios online e apostilas.

    Conforme ela, até o momento não houve comunicações de convocação de profissionais e a expectativa é que os gestores das escolas evitem fazer isso.

    “Em função desse alto índice de contágio no Estado e aqui em Rondonópolis esperamos que os diretores não façam a convocação para plantões pedagógicos, até porque não há essa obrigatoriedade. O próprio secretário de Educação afirmou que essa convocação é opcional. Esperamos que os diretores tenham bom senso”.

    “Em primeiro lugar devemos nos preocupar em preservar a vida e buscar os meios para que os estudantes tenham acesso à educação, ao conhecimento com segurança. Estamos em defesa da vida com vacinação para todos e todas”, concluiu.