13 de maio de 2021
Mais
    Capa Destaques Projeto ‘Ecotaxa’ segue em discussão na Casa de Leis
    TAXA LIXO

    Projeto ‘Ecotaxa’ segue em discussão na Casa de Leis

    A taxa seria cobrada apenas daquelas pessoas que precisassem do serviço

    - Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO
    Pessoas-descarregando-galhos-e-entulhos-em-ecoponto-do-Sagranda-Família- Foto: Varlei Cordova / AGORA MATO GROSSO

    O Projeto de Lei que sugere a criação da ‘Ecotaxa’ não foi aprovado durante uma sessão realizada em março, mas ainda segue em discussão na Casa de Leis em Rondonópolis (MT).

    O projeto obteve 13 votos favoráveis, um a menos que o necessário para alcançar os dois terços exigidos para aprovação.

    A “Ecotaxa” seria cobrada apenas daquelas pessoas que precisassem descartar resíduos inservíveis (móveis velhos), galhos de árvores e restos de construção nos Ecopontos da cidade, inaugurados recentemente.

    O vereador Reginaldo Santos explica a importância da proposta.

    Imagem: vereador reginaldo santos Projeto ‘Ecotaxa’ segue em discussão na Casa de Leis
    Vereador Reginaldo Santos – Foto: GRUPO AGORA

    “Nós temos uma taxa para cuidar do esgoto, o cidadão paga, o nosso esgoto hoje é de qualidade, para nós termos uma iluminação pública que funcione bem nós temos uma taxa que o cidadão paga todo mês e o prefeito devolve com qualidade tanto é que está trocando todas as lâmpadas da cidade por lâmpada led, e assim também a coleta de lixo doméstico , a população paga pela coleta do lixo doméstico, então o que nós teríamos é um serviço novo, existem pontos da cidade que estão sujos e o Prefeito fez esse projeto para deixar a cidade mais limpa”, explica Reginaldo, que é líder do governo na Câmara.

    Quatro ecopontos foram inaugurados em Rondonópolis. O investimento do município foi de R$ 5,6 milhões, a manutenção mensal custará aos cofres públicos cerca de R$ 300 mil.

    O presidente da Casa de Leis, Vereador Roni Magnani,  fala sobre a possibilidade de uma nova discussão em relação ao projeto nos próximos dias.

    Confira o que os vereadores falam sobre o projeto: