11 de maio de 2021
Mais
    Capa Notícias Economia Rondonópolis dobra o registro de novas empresas no primeiro trimestre
    AVANÇO ECONÔMICO

    Rondonópolis dobra o registro de novas empresas no primeiro trimestre

    No último ano, a cidade totalizou 1.411 empresas de pequeno e médio porte abertas, o que, em percentuais, revela o acréscimo de 3,6% sobre a quantidade existente em 2019

    Quando o quesito é abertura de empresas, Rondonópolis dá show de empreendedorismo. Mesmo enfrentando todas as dificuldades impostas pela pandemia de coronavírus, o município deu um salto na criação de novas empresas em 2020 e continua avançando em 2021.

    Imagem: MICROEMPRENDEDOR Rondonópolis dobra o registro de novas empresas no primeiro trimestre
    Reprodução

    No último ano, a cidade totalizou 1.411 empresas de pequeno e médio porte abertas, o que, em percentuais, revela o acréscimo de 3,6% sobre a quantidade existente em 2019 – que fechou o ciclo com 1.362. Enfocando-se as microempresas individuais (MEIs), os números também se elevam com a fundação de duas mil MEIs em 2020, que, se comparadas aos 1.841 novos microempreendedores de 2019 demonstram uma elevação de 6,33%, segundo dados do Centro de Atendimento Empresarial (CAE) do Departamento de Fomento às Micro e Pequenas Empresas da Prefeitura de Rondonópolis.

    Ao se observar os três meses iniciais de 2021 em um comparativo com 2020, levantamento do CAE apontou que houve 314 empresas de pequeno e médio porte instituídas no ano passado e 477 neste ano, o que representa um impulso de 51,91% ou 163 novos negócios neste primeiro trimestre.

    Em se tratando de microempreendedores individuais o resultado é ainda mais significativo. Foram contabilizados 437 novos estabelecimentos desse segmento entre janeiro e março de 2020 e 1.370 MEIs criadas no mesmo período de 2021. Fazendo um paralelo entre os dois intervalos de tempo, ocorre um aumento de 933 microempresas no ano atual em relação ao anterior ou, em percentuais, o incremento é de 213%, conforme as informações repassadas pelo CAE.

    Essa performance positiva, de acordo com o gerente do Departamento de Fomento às Micro e Pequenas Empresas e coordenador do CAE, Jarmes Freitas, se deve ao apoio que este setor da Prefeitura oferece aos trabalhadores que desejam sair da informalidade.

    “A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, atráves do CAE, vem dando suporte aos pequenos empresários, desde a abertura do CNPJ, até a emissão das guias do Documento de Arrecadação do Simples Nacional, que é a guia DAS, além do encaminhamento para a abertura de conta jurídica e da prestação de assessoria para captação de recursos financeiros junto aos parceiros”, comenta o gerente.

    Formalizando pequenos negócios e microempreendedores e lhes ofertando suporte técnico, o CAE faz, em média, dois mil atendimentos por mês. “Todo esse crescimento aconteceu devido às oportunidades e, principalmente, à necessidade, pois, mesmo com a crise que o Brasil está vivendo, Rondonópolis continua se desenvolvendo com a abertura de pequenos negócios, especialmente os de prestação de serviços e os de delivery”, avalia Jarmes.