08 de maio de 2021
Mais
    Capa Notícias Mato Grosso Sema doa madeira apreendida para construção de pontes
    MATO GROSSO

    Sema doa madeira apreendida para construção de pontes

    A prefeitura do município também recebeu um trator esteira cedido para ser utilizado nas obras

    Imagem: Toras de madeira apreendidas e doadas Sema doa madeira apreendida para construção de pontes
    Toras de madeira apreendidas e doadas – Foto: assessoria

    Cerca de 213 toras de madeira extraída de forma ilegal, apreendidas durante fiscalização, foram doadas pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) para a construção e reforma de pontes em Itanhangá (499 km de Cuiabá). A prefeitura do município também recebeu um trator esteira cedido para ser utilizado nas obras.

    A Diretoria de Unidade Desconcentrada (DUD) de Sinop fez a apreensão da madeira e a destinação. Conforme o superintendente de Unidades Desconcentradas, Archimedes Pereira Lima Neto, a doação deve ser feita quando se trata de produto considerado perecível.

    “Os bens apreendidos são destinados para utilização das prefeituras ou em obras que beneficiam a população”, explica.

    Imagem: Ponte de Itanhanga e construida com madeira apreendida Sema doa madeira apreendida para construção de pontes
    Ponte de Itanhangá é construída com madeira apreendida – Foto: assessoria

    Após a doação das toras, foi possível refazer a Ponte no Travessão da Curitiba, e Ponte no Travessão da Mangueirinha, ambas localizadas na estrada vicinal do município de Itanhangá.

    A apreensão da madeira ocorreu no dia 17 de março. A doação das toras para a prefeitura é fundamentada pelo Decreto Federal nº 6.514/2008, que estabelece que as madeiras sob risco iminente de perecimento serão avaliadas e doadas.

    Apreensões

    No dia 05 de abril a equipe de fiscalização da Regional de Sinop realizou mais uma apreensão na Região de uma carreta, um caminhão, um trator de pneus, um trator de esteira, uma Pá carregadeira, uma camionete, uma motosserra, e 70 toras, após flagrar o crime de desmatamento ilegal.