11 de maio de 2021
Mais
    Capa Destaques Vereador: “Emanuel se faz de cego e cruza os braços para crise”
    COBRA ISENÇÃO DE IPTU

    Vereador: “Emanuel se faz de cego e cruza os braços para crise”

    Diego diz que medida foi tomada ano passado somente por conta da eleição

    Imagem: Diego Guimaraes Vereador: “Emanuel se faz de cego e cruza os braços para crise”
    O vereador Diego Guimarães, que cobra isenção de IPTU – Foto: Assessoria

    O vereador Diego Guimarães (Cidadania) afirmou que o prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB) “se faz de cego e cruza os braços” para a crise econômica enfrentada por parte da população da Capital, em razão da pandemia da Covid-19.

    Ele cobrou do emedebista medidas como a isenção do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU).

    Diego citou, inclusive, que medidas desta natureza vêm sendo adotadas pelo governador Mauro Mendes (DEM), como forma de amenizar os impactos da crise econômica na vida dos mato-grossenses.

    Nesta semana, Mendes anunciou a isenção do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) para frota de veículos de segmentos mais impactos na pandemia.

    “Diante da terrível realidade o governador decidiu isentar o cidadão do pagamento do IPVA para algumas categorias. Porém aqui em Cuiabá a realidade é diferente. Nosso prefeito está de braços cruzados para a atual crise enfrentada pelos cidadãos da nossa Capital”, disse o vereador.

    “Já cobramos inúmeras vezes para que a Prefeitura de Cuiabá adote medidas para reduzir o impacto da crise na vida dos cuiabanos como a prorrogação do pagamento do IPTU, mas o prefeito Emanuel Pinheiro está se fazendo de cego e não faz nada a respeito”, emendou.

    Diego ainda sugeriu que medidas desta natureza só foram adotadas por Emanuel ao longo do ano passado, em razão da pretensão do prefeito em concorrer à reeleição.

    “Por que no ano passado o prefeito adiou o IPTU e esse ano ele não quer adiar? Será que ele só estava interessado em se reeleger?”, questionou.

    “Cuiabá está sofrendo, as pessoas estão morrendo, trabalhadores estão perdendo seus empregos, empresários fechando suas portas, mas pelo visto o prefeito só está preocupado em arrecadar. Que falta de sensibilidade dessa tal gestão (des)humanizada”, concluiu.

    Veja publicação: