08 de abril de 2021
Mais
    Capa Notícias Política Vereador tem prisão temporária decretada por morte de enteado
    RIO DE JANEIRO

    Vereador tem prisão temporária decretada por morte de enteado

    Menino morreu dia 8 de março num condomínio no Rio de Janeiro

    Imagem: vereador jairo Vereador tem prisão temporária decretada por morte de enteado
    vereador do Rio de Janeiro, Jairo Souza – Foto: divulgação

    A Justiça decretou hoje (8) a prisão temporária do vereador do Rio de Janeiro, Jairo Souza Santos Junior, o Dr. Jairinho, suspeito da morte de seu enteado, o menino Henry Borel Medeiros, de 4 anos.

    O menino morreu no dia 8 de março deste ano, no apartamento em que Jairinho morava, na Barra da Tijuca. Também teve a prisão decretada a mãe do menino e namorada do parlamentar, Monique Medeiros.

    Os dois foram presos na manhã desta quinta-feira em uma casa em Bangu, na zona oeste da cidade do Rio de Janeiro, e encaminhados para a delegacia de Polícia Civil da Barra da Tijuca.

    O menino morreu no apartamento onde morava com a mãe e o padrasto, na Barra da Tijuca, depois de passar o fim de semana com o pai, Leniel Borel. Inicialmente, o caso foi tratado como morte acidental, mas a perícia encontrou indícios de agressão no corpo de Henry.

    A defesa diz que Jairinho e Monique são inocentes e que “a justiça prevalecerá”. Desde que a polícia começou a investigar se Henry foi vítima de violência, o vereador e Monique criaram um site, onde afirmam que são inocentes.