08 de maio de 2021
Mais
    Capa Destaques Vereadores flagram remédios vencidos em Centro de Distribuição da prefeitura
    EM MEIO À PANDEMIA

    Vereadores flagram remédios vencidos em Centro de Distribuição da prefeitura

    Em nota, secretaria de Saúde acusou parlamentares de "invasão"

    Imagem: remedios Cuiaba Vereadores flagram remédios vencidos em Centro de Distribuição da prefeitura
    Vereadores flagraram medicamentos vencidos – Foto: Reprodução

    Os vereadores de Cuiabá Maysa Leão e Diego Guimarães, ambos do Cidadania, flagraram medicamentos vencidos no Centro de Distribuição de Medicamentos e Insumos da Capital (Cdmci).

    O episódio ocorreu na última sexta-feira (23), durante uma vistoria realizada ao local. O flagra foi compartilhado em vídeos publicados nas redes sociais dos parlamentares.

    Entre os medicamentos fora do prazo de validade: amoxicilina (antibiótico que tem sido usado para enfrentar as infecções por bactéria em muitos pacientes com Covid), Ibuprofeno (medicamento que trata dor, febre e inflamação, muito usado nos pacientes com Covid), ritalina, anestésicos, dipirona, paracetamol e dezenas de caixas de leite em pó.

    “Ao chegar no local nos deparamos com uma enorme quantidade de medicamentos vencidos que não foram destinados aos hospitais e unidades de Saúde da Capital”, afirmou Diego.

    O vereador disse que, em razão da constatação, de imediato, acionou a Delegacia de Combate a Corrupção para apurar a situação.

    “É revoltante! Em plena pandemia a Prefeitura de Cuiabá está jogando fora medicamentos comprados com o dinheiro da população cuiabana! Enquanto isso, os cidadãos estão morrendo por falta de remédios”, acrescentou ele.

    A vereadora Maysa Leão relatou, inclusive, ter notado a tensão da equipe que trabalha no local por conta da vistoria.

    “No último corredor encontramos uma quantidade exorbitante de MEDICAMENTOS VENCIDOS. Dinheiro público jogado fora! Vidas sendo negligenciadas! Um tapa na cara do cidadão que está enfrentando essa pandemia passando sufoco”, afirmou ela.

    Veja o vídeo:

    Outro Lado

    Por meio de nota, a secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá afirmou que Diego e Maysa “invadiram” o local, juntamente com seus assessores. Posteriormente, os vereadores Tenente Coronel Paccola e Michele Alencar também estiveram no local.

    O Município disse que a assim que a secretaria de Saúde Ozenira Félix assumiu o cargo, tomou conhecimento de medicamentos vencidos entre 2017 e 2018 que estão estocados no CDMIC e abriu um procedimento para averiguar a situação.

    “Os medicamentos não foram retirados do local justamente para dar condições de uma apuração fidedigna aos fatos”, cita a nota.

    “A SMS destaca que nunca negou o direito de nenhum cidadão, ainda mais com atribuição legal de fiscalizar, de visitar os espaços públicos, não sendo necessária a atitude tomada pelos parlamentares, que transgrediu acórdão do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, que diz que o acesso amplo e irrestrito de vereadores às repartições públicas viola a harmonia entre os Poderes e extrapola o poder de controle e fiscalização”, acrescentou o documento.