02 de agosto de 2021
Mais
    Capa Esportes Brasil não classifica duplas dos saltos ornamentais para Olimpíada
    ESPORTE

    Brasil não classifica duplas dos saltos ornamentais para Olimpíada

    Copa do Mundo do Japão é também pré-olímpico para os Jogos de Tóquio

    Imagem: isaac souza kawan pereira saltos Brasil não classifica duplas dos saltos ornamentais para Olimpíada
    Isaac Souza – Foto: © Reprodução/Twitter/CBDA

    O primeiro dia da Copa do Mundo de saltos ornamentais, em Tóquio (Japão), não foi como o desejado pelos brasileiros. Na madrugada deste sábado (1º), Isaac Souza e Kawan Pereira (plataforma sincronizada dez metros masculina) e Anna Lúcia Santos e Luana Lira (trampolim sincronizado de três metros femininos) não se classificaram às respectivas finais. Como o evento funciona como pré-olímpico da modalidade, o país não terá representantes nestas provas nos Jogos, que também serão na capital japonesa.

    Finalistas no Mundial de Esportes Aquáticos de 2019, em Gwangju (Coreia do Sul), Isaac e Kawan realizaram seis saltos sincronizados e concluíram a fase preliminar na 13ª posição, com 329.16 pontos, cerca de oito pontos atrás dos italianos Andeas Larsen e Eduard Gugiu, que ficaram em 12º e ficaram com a última vaga da final da plataforma de dez metros. Após o terceiro salto, a dupla brasileira chegou a estar em oitavo lugar, mas não conseguiu manter a boa sequência de notas.

    A parceria britânica, entre Thomas Daley e Matthew Lee, foi campeã da Copa do Mundo, com os mexicanos Randal Willars e Ivan Garcia em segundo lugar e os canadenses Vincent Riendeau e Nathan Zsombor-Murray em terceiro. As duplas de México e Canadá, além das de Ucrânia (quarto lugar) e Coreia do Sul (quinto) se classificaram para Tóquio. A do Reino Unido já estava garantida pela terceira posição no Mundial, há dois anos.

    Anna Lúcia e Luana, por sua vez, finalizaram a fase preliminar do trampolim de três metros na 16ª e última colocação. Elas se mantiveram entre as 12 primeiras após os três primeiros saltos. Nos dois últimos, as notas baixaram sensivelmente e as brasileiras caíram na classificação geral.

    A prova teve as chinesas Yani Chang e Yiwen Chen como vencedoras, com as canadenses Jennifer Abel e Mélissa Citrini-Beaulieu em segundo. Com os dois países já assegurados na Olimpíada por conta do Mundial, a medalha de bronze às italianas Elena Bertocchi e Chiara Pellacani as classificou para a Olimpíada, juntamente das parcerias de Alemanha (quarto), Estados Unidos (quinto) e Reino Unido (sexto).

    A Copa do Mundo continua para os brasileiros no domingo (2), às 21h (horário de Brasília), com eliminatórias do trampolim de três metros feminino. Anna Lúcia e Luana estão na disputa, que é individual. Em seguida, na madrugada de segunda-feira (3), a partir de 0h30, começa a fase preliminar da plataforma de dez metros masculina, com Isaac e Kawan representando o Brasil. As semifinais das duas provas estão marcadas, respectivamente, para 4h45 e 6h45 da própria segunda.