02 de agosto de 2021
Mais
    Capa Destaques Após decreto que suspende teletrabalho, escolas começam a chamar professores
    REDE ESTADUAL

    Após decreto que suspende teletrabalho, escolas começam a chamar professores

    Decreto publicado na última sexta-feira (30) suspendeu o teletrabalho e determinou a volta de todos os servidores do Estado às atividades presenciais; Seduc deve dar novas orientações hoje

    A Secretaria Estadual de Educação deve divulgar hoje (03) mais informações sobre como será o funcionamento das escolas da rede pública após a publicação do Decreto 917, que restabeleceu a jornada de trabalho presencial nas unidades administrativas do Estado. Algumas escolas já iniciaram a convocação dos professores, mas por enquanto permanece a orientação de que as aulas sejam realizadas de forma remota – por apostilas ou videoconferência.

    “Pedimos que hoje eles (gestores de escolas) ainda aguardassem, mantendo o formato anterior. O decreto tem força maior que as portarias. Porém ele suspende, mas não proíbe o revezamento e o teletrabalho”, disse a Diretora Regional de Educação, Valdelice de Oliveira Holanda.

    “Estamos aguardando um pronunciamento do secretário Alan Porto, que deve trazer orientações mais detalhadas para nossas escolas. Até o fim da tarde deveremos ter uma resposta”.

    Valdelice informou ainda que não há data prevista para a retomada de aulas com a presença dos alunos nas escolas. Conforme ela, o Governo do Estado está tentando viabilizar vacinas para todos os professores para então determinar o retorno das aulas presenciais.

    “Por enquanto não há nenhuma posição oficial sobre retorno dos alunos. Mantemos a orientação para que os alunos permaneçam em aulas online ou por apostilas”, disse.

    O secretário Alan Porto deverá conversar com diretores e coordenadores de escolas numa live prevista para a tarde desta segunda-feira

    CONVOCAÇÃO
    Apesar da orientação para que as unidades aguardem as orientações complementares, algumas escolas já começaram a convocar os professores e servidores para retomarem as atividades de forma presencial à partir de amanhã (04). Foi o que aconteceu na escola estadual La Salle, em Rondonópolis.

    O diretor da escola, Alex Frisseli, disse que todos os profissionais foram chamados. Só continuarão em teletrabalho aqueles que comprovarem que são de grupos de risco ou que estão afastados por questões legais.

    A escola tem 14 turmas por período e segundo o diretor possui estrutura adequada para permitir a transmissão das aulas simultaneamente. “Fizemos um grande investimento. Todas as salas foram cabeadas e temos uma internet estável. No caso dos alunos que não têm acesso à internet o trabalho continuará através das apostilas’, declarou.

    Alex Frisseli disse não acreditar que haverá mudanças em relação ao fim do teletrabalho.

    “A Diretoria Regional de Educação informou que deveremos ter mais informações hoje, mas acho que se houver uma nova portaria da Seduc ela confirmará o que diz o decreto. Se houver mudanças, a gente comunica”, concluiu