24 de junho de 2021
Mais
    Capa Notícias Política Deputado cobra cumprimento de lei que proíbe corte de energia em MT
    DIREITO DO CONSUMIDOR

    Deputado cobra cumprimento de lei que proíbe corte de energia em MT

    Procon informou que já aplicou uma multa de R$ 26 milhões devido ao não cumprimento da lei pela Energisa

    O

    Imagem: Thiago Silva Deputado cobra cumprimento de lei que proíbe corte de energia em MT
    Presidente da Comissão de Direito do Consumidor, Thiago Silva pediu providências contra concessionária – Reprodução

    da Assembleia Legislativa, deputado Thiago Silva (MDB) está acionando a Procuradoria da AL-MT para que a Energisa cumpra a lei 11.339/2021 que proíbe o corte de energia elétrica no período de 90 dias. O deputado esteve também no Procon Estadual solicitando que a instituição possa intensificar a fiscalização sobre os abusos cometidos pela Energisa no estado.

    Durante a vigência da lei o contribuinte tem o direto de parcelar, em até 10 vezes, o pagamento do montante das contas acumuladas, incluindo as subsequentes, nas agências da concessionária ou por meio de cartão de crédito. Porém o deputado Thiago recebeu reclamações da população de todas regiões de Mato Grosso que nos últimos dias a Energisa tem feito o corte de energia, contrariando a legislação estadual vigente.

    Thiago Silva alega que a Energisa tem pensando apenas nos lucros e não tem dado o retorno social para a população de Mato Grosso. “Precisamos que a Energisa respeite a legitimidade do parlamento de Mato Grosso que promulgou a lei e deve ser respeitada. Estamos trabalhando em defesa dos consumidores de Mato Grosso e queremos que a população possa ter maior prazo para poder pagar seus débitos junto a Energisa, sem juros e correção”, disse o deputado Thiago.

    O presidente Thiago defende que o prazo para pagamento de débitos por parte do cidadão tem que ser acima de 24 meses, pois a população está ficando endividada e sem condições de renegociar as dívidas que possuem juros.

    O Secretário Adjunto de Proteção do Consumidor Edmundo Taques informou ao deputado Thiago que por conta do não cumprimento da lei 11.339, o Procon aplicou uma multa de R$ 26 milhões para a Energisa. Thiago Silva irá continuar cobrando uma resposta urgente e mudança de postura por parte da concessionária de energia, que tem infringido a legislação do direito do consumidor.