24 de junho de 2021
Mais
    Capa Notícias Especialista indica cuidados para prevenir doenças respiratórias no tempo seco
    PREVENÇÃO

    Especialista indica cuidados para prevenir doenças respiratórias no tempo seco

    Sintomas podem ser parecidos aos da Covid-19 e cuidado deve ser redobrado

    Imagem: alergia espirro Especialista indica cuidados para prevenir doenças respiratórias no tempo seco
    Rinite atacada- Foto: Reprodução

    Rinite alérgica, asma, gripe, sinusite, e bronquite são algumas doenças respiratórias que tendem a se agravar no inverno, época em que a umidade relativa do ar fica mais baixa. Neste período, os cuidados devem ser redobrados e medidas simples podem ser adotadas para aliviar os sintomas das doenças, trazendo mais conforto quando o tempo estiver mais seco.

    De acordo com o professor do curso de Medicina da Universidade de Cuiabá (Unic), médico pneumologista Lucas Bello, a diminuição da umidade causa o ressecamento da pele e das mucosas, favorecendo as manifestações alérgicas e doenças respiratórias. “Quando isso acontece, a mucosa respiratória perde a capacidade de se defender de infecções, aumentando as chances de se contrair alguma doença”, explica.

    O professor comenta ainda que, em Mato Grosso, com o fim do período chuvoso, é normal que a população já comece a sentir os primeiros efeitos da estiagem e perceba a diminuição umidade, mas lembra que a seca é ainda mais rigorosa em junho, com a chegada do inverno. “Há dificuldade para respirar e a pele fica ressecada. Quanto mais tempo ficamos sem chuva, mais severo é o período de seca. Neste momento é importante a umidificação do ambiente e a ingestão de muito líquido, para evitar uma doença respiratória”, diz.

    O especialista acrescenta ainda que a atenção deve ser redobrada, principalmente porque, em muitos casos, os sintomas são parecidos aos da Covid-19. “Além de tomar os devidos cuidados, é importante também que as pessoas se lembrem dos próprios históricos, ou seja, mesmo aquelas que não possuem doenças respiratórias previamente diagnosticadas podem perceber como o organismo reagiu nos anos anteriores, pois é um padrão da época”, completa.

    Para diminuir os efeitos da estiagem, que em Mato Grosso tem início em meados de junho e perdura até o fim do ano, o médico indica alguns cuidados que podem ser tomados para aliviar sintomas, evitar doenças respiratórias e passar pelo período com mais conforto:

    – Vacine-se anualmente contra a gripe;
    – Beba bastante água para hidratar as vias aéreas, sempre em quantidade suficiente para deixar a urina amarelo-clara;
    – Consuma alimentos ricos em vitamina C – frutas ácidas, couve e brócolis, além de produtos enriquecidos com esse nutriente;
    – Lave as narinas diariamente com soro fisiológico;
    – Coloque bacias e toalhas molhadas nos ambientes para torná-los mais úmidos;
    – Se tiver quintal com jardim/grama, molhe as plantas no fim do dia para umidificar o ambiente;
    – Evite exercícios físicos entre 11h e 15h;
    – Cuide bem de sua imunidade com uma alimentação saudável e um bom sono;
    – Evite permanecer em lugares fechados com muitas pessoas;
    – E se já possui histórico, redobre os cuidados.