Mais
    Agora MT Cidades Alto Taquari Governo decreta emergência ambiental e adianta período proibitivo de queimadas
    EM MATO GROSSO

    Governo decreta emergência ambiental e adianta período proibitivo de queimadas

    O decreto de emergência irá possibilitar a contratação emergencial e imediata de 100 brigadistas temporários

    FONTE
    VIA

    Imagem: Fogo destroi vegetacao atras da santana textil 02 Governo decreta emergência ambiental e adianta período proibitivo de queimadas
    Varlei Cordova / AGORA MT

    Além do investimento na prevenção e combate aos incêndios e desmatamento ilegais de mais de R$73 milhões em 2021, o Governo de Mato Grosso decreta emergência ambiental entre os meses de maio e novembro, e adianta o período proibitivo de queimadas na zona rural em todo o estado. O decreto nº 938/2021 foi publicado no Diário Oficial desta quarta-feira (19).

    A medida é preventiva, em razão da alta probabilidade de ocorrência de incêndios florestais diante dos baixos índices de chuvas. Com o decreto, fica proibida qualquer atividade de limpeza de pastagem com o uso do fogo nas áreas rurais entre os dias 1º de julho a 30 de outubro de 2021. Em zona urbana, as queimadas são proibidas o ano todo.

    “O Governo está atento às questões ambientais e trabalhando com a maior antecedência possível no planejamento, prevenção e combate aos incêndios. Estamos fazendo importantes e robustos investimentos nessa área”, afirmou o governador Mauro Mendes.

    O Estado já investiu R$ 2,6 milhões e inaugurou uma unidade estratégica do Corpo de Bombeiros em Poconé (104 km de Cuiabá), que deverá atuar na resposta rápida aos incêndios no Pantanal. No final de 2020, foram investidos em recursos próprios R$ 3,5 milhões para aquisição de materiais e equipamentos para ações de combate aos incêndios, já preparando equipes para a estiagem de 2021.

    Já foi assinado o contrato para a aquisição de um helicóptero exclusivo para o combate aos incêndios e ao desmatamento ilegal. Os recursos na ordem de R$ 21,4 milhões são do Programa Mais MT. O Estado também intensificou desde o início do ano o monitoramento por satélite de todo o território mato-grossense para identificar alterações de vegetação e focos de calor com rapidez.

    Decreto

    O decreto de emergência irá possibilitar a contratação emergencial e imediata de 100 brigadistas temporários para auxiliar as forças de Segurança no combate aos incêndios florestais. As ações são coordenadas pelo Comitê Estadual de Gestão do Fogo (CEGF).

    “Iniciamos o planejamento das ações ainda no ano passado, intensificamos as medias preventivas e de capacitação no primeiro trimestre de 2021, e agora as demais ações preparatórias para o período proibitivo serão reforçadas com a integração das agências e toda a sociedade para o enfrentamento do período de seca mais intenso no estado”, afirma a secretária de Estado de Meio Ambiente, Mauren Lazzaretti.

    Conforme a gestora, o Estado conta com a sociedade para respeitar o período proibitivo e evitar os incêndios, e continuará fiscalizando e agindo dentro da política de tolerância zero com os ilícitos ambientais.

    Após a fase de preparação e capacitação para enfrentamento, o Estado entra na fase de alerta para o combate ao fogo, e seguindo o Plano de Ação e Combate ao Desmatamento Ilegal e Incêndios Florestais, aprovado pelo Comitê Estratégico para o Combate do Desmatamento Ilegal, Exploração Florestal Ilegal e Aos Incêndios Florestais (CEDIF-MT).

    O Governo leva em consideração o monitoramento do Estado, que aponta o aumento de focos de calor a partir do mês de maio, com baixa quantidade de chuvas, e baixo nível de umidade relativa do ar – o que aumenta o risco de propagação de incêndios. Nos últimos anos, Mato Grosso tem figurado entre os primeiros estados em área atingida por incêndios no período de estiagem, e no ano passado, foi fortemente atingido pelo fogo na zona rural, principalmente no Pantanal mato-grossense.

    Relacionadas

    84 anos | Aniversário do Padre Lothar é comemorado com muitas homenagens

    Os 84 anos que o padre Lothar Bauchrowitz completa no dia 1° de julho, foram comemorados com uma festa cheia de homenagens, na manhã...

    Estudantes poderão escolher duas áreas de conhecimento para cursar em 2023

    A Secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT), por meio da Secretaria Adjunta de Gestão Educacional, promove a I Semana de Escuta do Novo Ensino...

    Exposição com 11 réplicas de dinossauros começa dia 30 no Casario

    O Casario de Rondonópolis será palco da exposição “Vale dos Dinossauros” a partir desta quinta-feira (30) quando ocorre o lançamento às 19 horas reunindo...

    Lançamento de edital de concurso deve ocorrer até o fim de julho

    O município de Nobres, distante 144 Km de Cuiabá, apresentou ao Ministério Público do Estado de Mato Grosso cronograma contendo a previsão de publicação...

    Plantio de soja em Mato Grosso deve iniciar em 16 de setembro

    O calendário de plantio de soja em Mato Grosso será de 16 de setembro de 2022 a 03 de fevereiro de 2023, conforme a...

    UTIs de MT voltam a lotar e 91% dos pacientes não tomaram todas as doses da vacina

    Dos 101 pacientes que estão internados pela Covid-19, em UTIs de Mato Grosso, 91% não completaram o esquema de vacinação. O dado preocupa as...

    2 milhões de mesários vão atuar nas eleições deste ano

    Em 2 de outubro deste ano, daqui a menos de 100 dias, cerca de 150 milhões de eleitores vão às urnas em todo o...

    Proprietários de imóveis tem até dezembro de 2022 para regularizar situação na Receita e escapar do novo IPTU

    Os rondonopolitanos cujos carnês do Imposto Predial e Territoial Urbano constem como “territorial” no cadastro da Prefeitura têm até o dia dezembro deste ano...

    Governador firma convênio para construção de três pontes em Primavera do Leste

    O governador Mauro Mendes firmou convênio com a Prefeitura de Primavera do Leste para a construção de três novas pontes de concreto no município,...

    Especiais

    Últimas

    Editoriais

    Siga-nos

    Mais Lidas