20 de junho de 2021
Mais
    Capa Destaques Governo recua e aulas seguem remotas até final de junho
    POSSÍVEL 3ª ONDA

    Governo recua e aulas seguem remotas até final de junho

    Alta ocupação de UTIs está entre os motivos; MT deve iniciar vacinação de professores

    Imagem: Alan Porto secretario estadual de Educacao Governo recua e aulas seguem remotas até final de junho
    O secretário Alan Porto disse que adiamento visa preserva segurança diante do avanço da pandemia – Foto: AGORA MT

    Marcado para o próximo dia 7, o retorno das aulas presenciais em Mato Grosso foi adiado e não irá ocorrer neste primeiro semestre do ano. O anúncio foi feito pelo Governo do Estado, na tarde desta sexta-feira (28).

    Neste primeiro momento, a retomada de alunos e professores às salas de aulas ocorreria no sistema híbrido.

    Mas, segundo o secretário de Estado de Educação, Alan Porto, a decisão precisou ser revista em razão do alto índice de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e a volta do crescimento de casos e mortes pela Covid-19 no Estado.

    Ao longo desta semana, o governador Mauro Mendes (DEM) e o secretário de Saúde Gilberto Figueiredo demonstraram preocupação com a possível terceira onda do vírus no Estado.

    Além do cenário de avanço da doença, a Seduc entendeu por bem aguardar o início da vacinação dos profissionais da educação.

    A previsão é que, após o recesso escolar do meio do ano, em agosto, os alunos retornem na modalidade híbrida.
    Até lá, segundo o secretário, os servidores já devem estar imunizados.