19 de junho de 2021
Mais
    Capa Destaques Mendes: Anvisa tem “objeções”, mas MT não desistirá da compra de vacina...
    VETO À SPUTNIK

    Mendes: Anvisa tem “objeções”, mas MT não desistirá da compra de vacina  

    Estado chegou a assinar contrato para compra de 1,2 milhão de doses

    O governador Mauro Mendes (DEM) voltou a criticar o veto feito pela Anvisa à importação da vacina russa contra a Covid-19, a Sputnik V. Segundo ele, a agência reguladora tem uma série de “objeções” em relação ao uso do imunizante.

    O pedido de importação foi rejeitado no mês passado, por unanimidade. Na ocasião, a Anvisa apontou falta de dados básicos para análise do produto e falhas que poderiam comprometer a eficácia, segurança e qualidade da vacina.

    Ao ser questionado novamente sobre o assunto, durante uma agenda cumprida na manhã desta segunda-feira (10), Mendes ainda classificou o veto como “absurdo”.

    “A Anvisa ainda está com as objeções dela. Existe um grupo técnico trabalhando para atender e devolver à agência aquilo que achamos que é – na minha opinião – absurdo. Tem mais de 60 países usando essa vacina. Não tem relato em nenhum deles de problema”, disse.

    “Mas, a Anvisa viu um monte de problema, não sei de onde ela tirou. Porém, como não sou técnico e não conheço com profundidade, estou deixando que os técnicos que representam o consórcio de 12 estados que compraram essa vacina possa fazer essa interlocução”, emendou o governador.

    Ele disse, ainda, acreditar na liberação do imunizante após novas análises e assegurou que Mato Grosso não desistirá da compra.

    Antes do veto, Mendes havia assinado contrato para compra de 1,2 milhão de doses da vacina.

    Havia, inclusive, a expectativa de que as primeiras doses chegassem a Mato Grosso no final do mês passado, o que acabou sendo frustrado com a decisão da agência.