23 de junho de 2021
Mais
    Capa Notícias Manchete Secretaria de Saúde de MT diz não ter evidência de nova variante...
    EM ANÁLISE

    Secretaria de Saúde de MT diz não ter evidência de nova variante em Rondonópolis

    Material genético do paciente internado ontem em Rondonópolis será submetido a exame que vai confirmar ou descartar suspeita de nova cepa do coronavírus

    Imagem: pesquisa em laboratorio 1553432289043 v2 450x450
    Exame de RT-PCR vai identificar se paciente internado em Rondonópolis foi mesmo contaminado por cepa ‘indiana’ do coronavírus- Foto: Divulgação

    A Secretaria Estadual de Saúde de Mato Grosso (SES-MT) disse que ainda aguarda a notificação oficial sobre o caso suspeito de contaminação pela nova variante do Coronavírus, chamada de ‘cepa indiana’. Em nota encaminhada à imprensa, a Secretaria também nega ter qualquer evidência de que o caso registrado em Rondonópolis seja mesmo desta cepa.

    Apesar de negar a comunicação oficial, a SES-MT confirma que na manhã de hoje (27) foi recolhido o material para a realização do teste tipo RT-PCR, que vai determinar qual a variante que infectou o caminhoneiro que veio do estado de Santa Catarina.

    Na nota, a SES-MT também reforça a orientação para que as pessoas mantenham as medidas preventivas já preconizadas – como o uso de máscara e o distanciamento social.

    O paciente, um homem de 37 anos, está internado na UTI do Hospital Regional de Rondonópolis desde a tarde de ontem.

    Pela manhã a Secretaria de Saúde do município informou que as equipes de vigilância estão monitorando todas as pessoas que tiveram contato com ele na cidade.

    Veja abaixo a íntegra da nota da Secretaria Estadual de Saúde:

    A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) esclarece que, até o momento, não foi oficialmente notificada sobre casos suspeitos da cepa indiana do coronavírus em Mato Grosso. De acordo com a Vigilância Epidemiológica do Estado, não há qualquer evidência de que o caso de Rondonópolis seja uma suspeita da variante. Para a investigação das cepas, é necessária a realização do exame RT-PCR. O referido paciente testou positivo para Covid-19 por meio de teste de pesquisa de antígeno e, somente na manhã desta quinta-feira (27.05), passou por coleta de RT-PCR para estudo de variante.

    Portanto, até o momento, ele não é considerado um caso suspeito e a busca ativa tem o objetivo de sanar qualquer dúvida relativa ao quadro do paciente. A SES ainda reforça o alerta quanto à necessidade de aplicação das medidas não farmacológicas, como o uso de máscara, distanciamento social e higiene das mãos.