13 de junho de 2021
Mais
    Capa Destaques Sintep-MT tem dia de mobilização e não descarta greve na Educação
    POR VACINAS

    Sintep-MT tem dia de mobilização e não descarta greve na Educação

    Mobilização de hoje já havia sido programada e decisão da categoria sobre deflagração de greve geral será tomada no próximo fim de semana

    Imagem: valdeir sintep Sintep-MT tem dia de mobilização e não descarta greve na Educação
    O presidente do Sintep-MT, Valdeir Pereira, disse que vacinação lenta e nova onda da doença aumentam riscos para a comunidade escolar. – Foto: divulgação

    O Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT) realiza hoje (31) um dia de mobilização em todas as cidades do Estado. O objetivo é dar sequência às discussões iniciadas na assembleia geral realizada no último dia 21 e analisar a situação no Estado. Segundo os dirigentes sindicais, a decisão do governo de adiar o retorno do ensino híbrido para o segundo semestre não altera a possibilidade de uma greve geral da categoria.

    Inicialmente o governo do Estado pretendia retomar as aulas em sistema híbrido (online e presencial) a partir da próxima segunda-feira, 7 de junho, mesmo sem a imunização completa dos profissionais que atuam na escolas públicas. A medida vinha sendo criticada por deputados estaduais e também pelo Sintep-MT e foi suspensa na última sexta-feira (28).

    “Desde a publicação da portaria já imaginávamos que não daria certo em função da subida da curva de contágio. Só confirmou”, disse o presidente da subsede do Sintep em Rondonópolis, João Eudes da Anunciação.

    “Ainda continuamos em risco, uma vez que o Estado tem obrigado os profissionais a fazerem os atendimentos online dentro das unidades. Há vários professores contaminados”, diz João Eudes.

    Valdeir Pereira, presidente estadual do Sintep, também avalia que há pouco a ser comemorado. Ele considera que a greve só estará descartada se o diálogo avançar e o governo reconhecer a necessidade de garantir a segurança de educadores, trabalhadores e estudantes.

    “Não há condições de se falar em retorno às atividades presenciais nas unidades escolares sem a vacinação dos trabalhadores da Educação. E o avanço na vacinação em geral, principalmente nesse momento, é muito lento. Além disso temos o advento da uma terceira onda da doença”, destaca.

    Por causa da pandemia, os atos programados pelo Sintep-MT nesta segunda-feira serão realizados também online.

    No sábado e no domingo (5 e 6/6) o Sintep-MT realizar um novo conselho de representantes e na próxima segunda-feira (07/06) será realizada nova assembleia geral para decidir a deflagração ou não de uma greve por tempo indeterminado.