24 de junho de 2021
Mais
    Capa Notícias Manchete Vacinas acabam e Rondonópolis volta a suspender segunda dose da Coronavac
    DE NOVO

    Vacinas acabam e Rondonópolis volta a suspender segunda dose da Coronavac

    Município havia garantido que doses que chegaram na semana passada seriam suficientes para zerar a fila; agora a informação é de que 6,5 mil pessoas ainda aguardam a segunda dose

    Imagem: vinici colet Vacinas acabam e Rondonópolis volta a suspender segunda dose da Coronavac
    O secretário municipal de Saúde, Vinicius Amoroso, está em Cuiabá e pediu ajuda do Estado para resolver o problema – Foto: Divulgação

    A campanha de vacinação das pessoas que já tomaram a primeira dose da Coronavac voltou a ser suspensa hoje (24) devido à falta de vacinas. A informação, repassada por várias pessoas que procuraram as unidades de Saúde, foi confirmada pela coordenadora de imunização de Rondonópolis e representante do Escritório Regional de Saúde, Cibelly Carvalho.

    “As últimas doses de Coronavac que tínhamos foram aplicadas na sexta-feira (21). Havia uma promessa de que o município receberia mais doses, mas infelizmente isso não aconteceu”, disse.

    Cibelly garante que houve a comunicação de que hoje não haveria vacinação com Coronavac, mas a informação não chegou a todas as pessoas e muita gente que foi aos postos de vacinação voltou indignada.

    O engenheiro Natalino Almeida de Lima, 64, foi um dos rondonopolitanos que reclamou da situação. Ele conta que está acompanhando com atenção todas as notícias e os cronogramas divulgados pelo município.

    “Eles haviam dito que as doses que chegaram na última remessa seriam suficientes para vacinar todos que aguardavam a segunda dose. Hoje completei 48 dias de atraso e sequer consegui uma explicação para a falta de vacinas. Acho que tem alguma coisa errada aí”, reclama.

    REUNIÃO EM CUIABÁ
    A reportagem foi informada que o secretário municipal de Saúde, Vinicius Amoroso, está em Cuiabá juntamente com vereadores da Comissão de Saúde da Câmara para tentar resolver o problema. Pela manhã eles tiveram uma reunião com o secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo.

    Na reunião o secretário Vinicius Amoroso informou que o município tem hoje cerca de 6,5 mil pessoas que já venceram o prazo para tomar a segunda dose da Coronavac.

    Vinicius pediu que o Estado e o Ministério da Saúde priorizem o envio dessa doses para Rondonópolis, de modo a evitar problemas maiores às pessoas que aguardam a imunização.

    Durante a reunião o grupo também espera receber uma resposta definitiva sobre a inclusão do município na lista de cidades que vão receber doses da vacina da Pfizer.