15 de junho de 2021
Mais
    Capa Destaques Deputado alfineta presidente da OAB: “nunca agredi minha esposa”
    ACUSADO DE HOMOFOBIA

    Deputado alfineta presidente da OAB: “nunca agredi minha esposa”

    Leonardo Campos pediu apuração contra o parlamentar por suposta quebra de decoro

    Imagem: Cattani Deputado alfineta presidente da OAB: “nunca agredi minha esposa”
    O deputado Gilberto Cattani, que foi acusado de homofobia – Foto: Assessoria

    O deputado estadual Gilberto Cattani (PSL) alfinetou – ainda que sem citar nomes – o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – seccional Mato Grosso (OAB-MT), Leonardo Campos, autor de um pedido de investigação contra o parlamentar.

    Na última semana, Campos pediu que a Comissão de Ética da Assembleia Legislativa apure suposta quebra de decoro por parte de Cattani, em razão de uma publicação feita pelo parlamentar nas redes sociais e que configuraria crime de homofobia.

    Em sua conta no Instagram, Cattani publicou uma imagem com os dizeres: “Ser homofóbico é uma escolha. Ser gay também”.

    “Muitas pessoas nos acusam daquilo que elas são. A mulher, principalmente a sua esposa, nunca pode ser agredida. Muitas vezes as pessoas que nos acusam fazem coisas que ficamos estarrecidos ao perceber daquilo que eles estão nos acusando”, disse Cattani, em discurso na tribuna da AL.

    “Sou casado há 30 anos com a mesma mulher. Nunca a agredi, nunca fui preso por agressão a uma mulher ou qualquer outro ser humano. Então, defendemos que todo ser humano é igual, merece respeito e deve estar livre da violência”, emendou ele.

    As declarações foram percebidas como uma alusão ao episódio em que o presidente da OAB foi acusado de agressão por sua ex-esposa, a advogada Luciana Póvoas.

    Em maio de 2020, Campos foi denunciado pelo Ministério Público do Estado por violência doméstica com agravante de abuso de autoridade.

    Negou homofobia

    Ainda em seu discurso na tribuna, o deputado Gilberto Cattani afirmou não ser homofóbico.

    “Nos últimos dias tenho sido tachado de homofóbico em todos os lugares do estado por uma opinião que expressei. Opinião baseada na ciência que diz que o ser humano nasce com cromossomos que o definem”, disse.

    “O homossexual é igual a mim em tudo. Ele não precisa de uma comunidade a parte. Não tenho nada contra quem é homossexual. Pelo contrário, o defenderei sempre como ser humano em qualquer lugar. O homossexual é igual a mim em tudo. Tem os mesmos direitos e deveres, faz parte da minha comunidade e tem meu total respeito”, concluiu.