03 de agosto de 2021
Mais
    Capa Destaques Claudinei pede transparência dos recursos ao combate à Covid-19 pelo governo de...
    SAÚDE

    Claudinei pede transparência dos recursos ao combate à Covid-19 pelo governo de MT

    O parlamentar expôs a importância das informações sobre aplicações e investimentos realizados pelo governo de Mato Grosso

    Imagem: Deputado Delegado Claudinei Claudinei pede transparência dos recursos ao combate à Covid-19 pelo governo de MT
    Reprodução

    O deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) solicitou à Secretaria de Fazenda de Mato Grosso (Sefaz) e ao governo estadual transparência na aplicação e investimentos realizados com os recursos federais destinados ao Estado para o combate à Covid-19, como, também, informações sobre as verbas encaminhadas aos municípios. Ele apresentou dois requerimentos de n.º 275/2021 e n.º 273/2021, na última quarta-feira (9), durante a sessão plenária da Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

    “É importante essa transparência para passar para a população. Muitas vezes, as críticas só vão para o presidente Jair Bolsonaro. Temos que saber como estão sendo investidos e aplicados estes recursos federais, desde o ano passado, em Mato Grosso. Infelizmente, já estamos vendo nos noticiários que foram identificados desvios financeiros, em determinados Estados, sendo que os recursos eram para o combate à Covid-19”, declara o parlamentar.

    Requerimentos

    Nas proposições, Claudinei indaga o valor total dos recursos federais até os dias atuais já obtido, o montante utilizado e a destinações feitas, as contratações e respectivas modalidades, os municípios contemplados, os investimentos aplicados e executados diretamente nas cidades mato-grossenses pela gestão estadual.

    Recursos – De acordo com o Governo de Mato Grosso, entre março de 2020 a abril de 2021, foram investidos R$ 371,6 milhões com recursos próprios e R$ 270 milhões com recursos do Governo Federal.

    Conforme o portal de transparência do Governo Federal, neste mesmo ano, Mato Grosso teve suspenso o valor da dívida de R$ 624 milhões, o valor de R$ 8,9 bilhões foi transferido para o Estado e municípios, R$ 4,2 bilhões beneficiou o cidadão e R$ 1,7 bilhão foi aplicado na área da saúde (rotina e Covid-19). O valor total estimado foi de R$ 15,4 bilhões para a gestão estadual.