03 de agosto de 2021
Mais
    Capa Notícias Economia Comitê de Crise ainda não foi convocado e CDL emite nota contra...
    RISCO MUITO ALTO

    Comitê de Crise ainda não foi convocado e CDL emite nota contra lockdown

    CDL afirma que fechamento total de empresas não reduzirá riscos e pode aumentar crise econômica; prefeito ainda não convocou Comitê Gestor de Crise para discutir novas restrições contra a Covid-19

    Imagem: comercio fechado lockdown mcamgo abr 010320211818 6 Comitê de Crise ainda não foi convocado e CDL emite nota contra lockdown
    Decisão sobre suspensão de atividades não essenciais depende de recomendação técnica do Comitê Gestor de Crise – Foto: Reprodução

    A Câmara de Dirigentes Lojistas de Rondonópolis (CDL) divulgou nota hoje (16) se posicionando contra a eventual decretação de um ‘lockdown’ na cidade. A hipótese voltou a ser discutida após a mudança na classificação de risco do município, que nesta semana voltou à condição de ‘risco muito alto’ para a Covid-19.

    De acordo com o decreto editado pelo Governo do Estado, a mudança na classificação de risco exigirá o aumento das restrições visando conter a disseminação da doença. Entre as medidas estão uma quarentena obrigatória de pelo menos 10 dias e a suspensão de serviços públicos considerados não essenciais.

    A decretação de um ‘lockdown’, com o impedimento da circulação de pessoas e a suspensão de todas as atividades não essenciais, depende de um posicionamento técnico do Comitê Gestor de Crise – que até o momento não foi convocado para discutir o assunto.

    Na nota divulgada hoje (veja abaixo) a CDL reitera que a ‘atividade econômica responsável não é a culpada pelo crescimento dos números’ de contaminações e óbitos no município. A entidade considera que a suspensão das atividades comerciais não teria o efeito preventivo desejado e poderá agravar a crise que afeta o setor.

    A CDL sugere a ampliação de investimentos e melhorias na estrutura hospitalar e também uma intensificação da fiscalização, com aumento de sanções para quem for flagrado descumprindo as normas de segurança.

    Veja a seguir a íntegra da nota enviada à imprensa pela direção da CDL Rondonópolis.

    LOCKDOWN NÃO !
    A Câmara de Dirigentes Lojistas de Rondonópolis (CDL), vem, por meio desta, se posicionar expressamente contrária a mais uma interrupção das atividades que movimentam a economia, gerando emprego e renda no município. Dizemos, em mais este momento, LOCKDOWN NÃO!

    Entendemos, enquanto entidade representante dos setores da atividade econômica local, que tal proibição nos levará, novamente, à culpabilização de empregadores e empregados que a todo momento têm se mantido vigilantes no cumprimento dos protocolos de biossegurança adotados em prol do combate à pandemia da Covid-19.

    A CDL de Rondonópolis defende a ação mais rigorosa por parte dos agentes fiscalizadores, com a aplicação de sanções severas a quem descumpre tais medidas de segurança. Não concorda, porém, com a generalização das penas a todo o comércio e outras atividades.

    Neste momento de grave crise, desemprego e, especialmente, pequenas empresas fechando definitivamente suas portas, a restrição imposta de forma generalizada, além de ineficaz no controle da pandemia –como já apontado em situações anteriores no município- se mostra a grande geradora de um segundo colapso: o econômico.

    Em favor da vida, nesta nota, a CDL de Rondonópolis roga por mais investimentos e melhorias na estrutura hospitalar, aliado à intensificação das ações fiscalizatórias. Ainda neste sentido, em prol de todos os rondonopolitanos, reafirma seu compromisso pelo direito ao trabalho e ao sustento de cada família. Serviço essencial é todo aquele que põe o pão na mesa.

    A atividade econômica responsável não é a culpada pelo crescimento dos números. Não são estes empregados e empregadores os vilões desta triste história.

    16 de junho de 2021
    Câmara de Dirigentes Lojistas de Rondonópolis – CDL