23 de junho de 2021
Mais
    Capa Destaques “Emanuel faz politicagem barata e está virando motivo de piada”
    INIMIZADE POLÍTICA

    “Emanuel faz politicagem barata e está virando motivo de piada”

    Na avaliação de Aécio, prefeito da Capital tem discurso incoerente

    Imagem: Aecio Rodrigues agmt “Emanuel faz politicagem barata e está virando motivo de piada”
    O presidente do PSL, Aécio Rodrigues, que criticou o prefeito Emanuel Pinheiro – Foto: Reprodução

    O presidente do PSL em Mato Grosso, Aécio Rodrigues, disparou críticas contra o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB) e disse que o gestor tem virado “motivo de piada” nos bastidores políticos.

    Na avaliação dele, o prefeito faz uma “politicagem barata”, com o único intuito de atrapalhar a gestão do governador Mauro Mendes (DEM), de quem Emanuel virou inimigo político.

    Para tanto, Aécio citou o fato de o prefeito ter se posicionado contrário à realização da Copa América em Cuiabá. A Arena Pantanal se tornou uma das sedes da competição após uma articulação do governo do Estado.

    “Ele tem um discurso muito incoerente. Quer que o Messi inaugure o estádio Dutrinha, mas não quer a copa. Ele joga pelada, aglomerando com pessoas e não pode Copa”, disse o político, em alusão a inauguração de uma praça esportiva na Capital, oportunidade em que o prefeito participou de uma partida de futebol.

    “Então, é muito claro o lado que ele está querendo seguir. O objetivo é apenas atrapalhar o crescimento do Estado, da gestão. Move montanhas para não acontecer o BRT, para o Estado não avançar. Mas é dessa política barata que as pessoas estão cansadas. Em muitos grupos que nós acompanhamos, ele está virando motivo de piada”, acrescentou.

    Nesta semana, Aécio assumiu a presidência do Escritório de Representação de Mato Grosso em Brasília (Ermat) e aproveitou para defender a gestão Mauro Mendes, a qual ele passou a integrar.

    Questionado sobre uma eventual disputa entre Mendes e Emanuel em 2022, o advogado disse não enxergar essa possibilidade.

    “A gente só vê ele querendo fazer politicagem, não tem outro andamento [na gestão] que a gente possa elogiar. E outra, ele não é candidato. Ele não tem coragem de ficar seis meses sem mandato”, opinou Aécio.

    “Ele quer se colocar como candidato ao Governo, mas se ele andar pelo Estado, verá que as pessoas que sabem quem é Emanuel, não votam nele.