31 de julho de 2021
Mais
    Capa Destaques MT tem 2.734 inscritos em Exame para pessoas privadas de liberdade
    EDUCAÇÃO

    MT tem 2.734 inscritos em Exame para pessoas privadas de liberdade

    Desse total, 2.679 são reeducandos e 55 são de outros regimes penais e egressos do Sistema Penitenciário

    Mato Grosso registrou o maior número de inscritos do Sistema Penitenciário no Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos para Pessoas Privadas de Liberdade (Encceja PPL) desde 2013. Farão a prova nesta edição 2.734 pessoas, sendo que 2.679 são privadas de liberdade e 55 são de outros regimes penais. Em 2013, houve apenas 150 inscrições e em 2019 esse número chegou a 2.036.

    O exame de certificação dará oportunidade aos inscritos de concluírem a Educação Básica e de avaliarem seus conhecimentos nas provas. Além disso, conforme a Resolução n°391 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o custodiado que concluir o Ensino Fundamental (1.600h) ou Ensino Médio (1.200h) poderá requerer a remição de pena de 50% da carga horária cumprida.

    O secretário adjunto de Administração Penitenciária, Jean Gonçalves, ressaltou que o ensino faz parte da política de ressocialização das pessoas privadas de liberdade. “Acreditamos que a educação é fundamental para a reinserção social dos reeducandos, pois representa um caminho para a profissionalização, algo que pode mudar a vida de quem está cumprindo ou já cumpriu pena no Sistema Penitenciário”.

    Por meio de iniciativa do Núcleo de Ensino nas Prisões (NEP), vinculado à Adjunta de Administração Penitenciária da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), pessoas que se encontram em outros regimes penais, como semiaberto e egressos do Sistema Penitenciário, terão a oportunidade de conclusão dos Ensinos Fundamental e Médio, por meio da Fundação Nova Chance (Funac).

    É a primeira vez que este público será atendido no estado com a realização do Encceja, em cumprimento ao Plano Estadual de Educação para Pessoas Privadas de Liberdade e Egressos, homologado pelo secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante. Estão incluídos os que fazem uso de tornozeleira eletrônica, estão em regime semiaberto e aberto, e egressos do Sistema Penitenciário.

    O presidente da Funac, Emanoel Flores, destacou que esta é uma ação pioneira de valorização da educação para egressos e pessoas dos regimes aberto e semiaberto. “É uma forma de ampliar as ações educacionais e, consequentemente, oferecer mais chances de refazer a vida e não retornar ao crime”.

    Segundo a técnica responsável pelo NEP, pedagoga Fabiana Flavia de Magalhães Nascimento, é muito importante contemplar o máximo possível de pessoas interessadas na formação. “O principal objetivo é dar oportunidade a quem almeja concluir o ensino básico, oferecendo uma perspectiva de vida diferente a quem deseja”.

    Preparação para o exame

    As provas serão realizadas nos dias 13 de outubro (Ensino Fundamental) e 14 de outubro (Ensino Médio). As aulas dentro das unidades penais de Mato Grosso foram suspensas em 2020, em função das medidas de prevenção ao novo coronavírus (Covid-19), e foram retomadas este ano. Os inscritos estão se preparando por meio de apostilas e atividades ministradas durante as aulas.