20 de junho de 2021
Mais
    Capa Notícias Brasil Senado abre debates sobre Meio Ambiente discutindo agricultura sustentável
    JUNHO VERDE

    Senado abre debates sobre Meio Ambiente discutindo agricultura sustentável

    Audiência pública hoje faz parte da campanha 'Junho Verde', que pretende discutir alternativas para aliar o desenvolvimento econômico e social à preservação do Meio Ambiente

    Imagem: Meio ambiente
    Debates avaliam ameaças à produção de alimentos e caminhos para a sustentabilidade – Foto: Divulgação

    “Alimentação saudável e os modelos possíveis para uma agricultura sustentável” é o tema da primeira audiência pública que integra o calendário de eventos da Campanha Junho Verde 2021 no Senado. Os debates vão começar na tarde de hoje (7) na Comissão de Meio Ambiente (CMA).

    Junho Verde é o resultado da Resolução 14, de 2020, do Senado. Recentemente, os senadores aprovaram o PL 1.070/2021, de autoria de Jaques Wagner (PT-BA), Confúcio Moura (MDB-RO) e Fabiano Contarato (Rede-ES), que determina a promoção anual dessa campanha pelos poderes públicos federal, estadual e municipal.

    Para a audiência inaugural foram convidados o representante da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) no Brasil, Rafael Zavala; a vice-presidente do Instituto Brasil Orgânico e apresentadora Bela Gil e representantes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa); Aliança pela Alimentação Adequada e Saudável; Articulação Nacional de Agroecologia (ANA) e Cooperativa de Produção Agropecuária Nova Santa Rita Ltda. (Coopan).

    Wagner e Contarato, autores do requerimento para esse primeiro debate, acreditam que ouvir representantes da Organização das Nações Unidas (ONU) e de outros países vai ajudar trazer à população brasileira e aos senadores elementos para repensar a produção de alimentos em nível nacional.

    “A produção de alimentos para atender toda a população mundial é um grande desafio. Estima-se que, em 2050, a população global terá atingido a marca de 10 bilhões de habitantes. Nesse cenário, o consumo de recursos naturais, em especial a água, para atender as demandas da população global, será um grande desafio”, expôs Contarato.

    Ainda dentro da programação da campanha, a CMA aprovou, a pedido de Wagner, a realização de estudos no colegiado para a elaboração de leis sobre um Plano Nacional de Desenvolvimento Sustentável. Por último, está previsto para 30 de junho debate sobre “Transição Justa: estratégias para uma recuperação sustentável”.