Mais
    Agora MT Manchetes Bolsonaro sanciona lei para uso de indústrias veterinárias na produção de vacinas
    CONTRA COVID-19

    Bolsonaro sanciona lei para uso de indústrias veterinárias na produção de vacinas

    Lei foi sancionada ontem e publicada hoje; ela surgiu de uma iniciativa do senador Wellington Fagundes e pode tornar o país autossuficiente na produção do IFA e das vacinas contra a Covid-19

    FONTE
    VIA

    Imagem: bolsonaro sanciona Bolsonaro sanciona lei para uso de indústrias veterinárias na produção de vacinas
    Com a sanção presidencial e a publicação no Diário Oficial laboratórios e indústrias veterinárias estão autorizados a produzir vacinas humanas- Foto: Divulgação

    Foi publicada na edição de hoje (16) do Diário Oficial da União a Lei nº 14.187, de 15 de julho de 2021, que autoriza estabelecimentos fabricantes de vacinas veterinárias a produzir imunizantes contra a covid-19 e o ingrediente farmacêutico ativo (IFA), no Brasil, desde que cumpram todas as normas sanitárias e as exigências de biossegurança próprias dos estabelecimentos destinados à produção de vacinas para uso humano. O texto foi sancionado com vetos ontem pelo presidente Jair Bolsonaro.

    A lei surgiu de um projeto apresentado pelo senador de Mato Grosso, Wellington Fgundes (PL). Ela foi aprovada quase por unanimidade na Câmara e no Senado e pode tornar o Brasil autossuficiente na produção de vacinas contra a Covid-19.

    O texto prevê que todas as fases relacionadas à produção, ao envasamento, à etiquetagem, à embalagem e ao armazenamento de vacinas para uso humano deverão ser realizadas em dependências fisicamente separadas daquelas utilizadas para a fabricação de produtos destinados a uso veterinário.

    Imagem: pacheco wellington Bolsonaro sanciona lei para uso de indústrias veterinárias na produção de vacinas
    Iniciativa do senador Wellington Fagundes foi aprovada com ampla maioria no Congresso Nacional – Foto: Agência Senado

    Também está previsto, quando não houver ambientes separados para que o armazenamento seja feito, as vacinas contra a covid-19 poderão ser armazenadas na mesma área de armazenagem das vacinas de uso veterinário, mediante avaliação e anuência prévias da autoridade sanitária federal e desde que haja metodologia de identificação e segregação de cada tipo de vacina.

    VETO
    O artigo 5º foi vetado pelo presidente da República. O texto estabelece que ato do Executivo poderia prever incentivo fiscal destinado às pessoas jurídicas que adaptassem suas estruturas industriais destinadas originalmente à fabricação de produtos de uso veterinário para a produção de vacinas contra a covid-19.

    “Embora se reconheça a boa intenção do legislador ao autorizar benefício de natureza tributária, a propositura legislativa encontraria óbice jurídico por violar dispositivo na Constituição da República que determina que benefícios tributários só podem ser criados por lei em sentido estrito”, diz o documento.

    Ainda de acordo com a justificativa do veto, “a propositura legislativa acarretaria renúncia de receitas sem apresentação da estimativa do impacto orçamentário e financeiro e das medidas compensatórias, em violação à Lei de Responsabilidade Fiscal e à Lei de Diretrizes Orçamentárias 2021”.

    Relacionadas

    Beneficiários com NIS final 3 recebem hoje Auxílio Brasil

    Beneficiários com Número de Inscrição Social (NIS) com final 3 recebem hoje (21) a parcela de junho do Auxílio Brasil. O valor mínimo do...

    Rodrigo da Zaeli fala em “novos horizontes” no PL e ensaia candidatura a federal nesta segunda-feira (20)

    O ex-vereador por Rondonópolis, Rodrigo Lugli, o “da Zaeli”, lança nesta segunda-feira sua pré-candidatura a deputado federal nestas eleições. O evento está marcado para...

    Governo fomenta prática do xadrez como modalidade esportiva em Mato Grosso

    Memória, concentração, planejamento e capacidade de tomar decisões são só alguns dos benefícios de jogar xadrez. O esporte que ajuda a melhorar e desenvolver as...

    “A pauta é a segurança, mas a reincidência passa por um contexto maior”, diz Coronel Assis, pré-candidato à federal

    Pelo União Brasil (UB), o coronel Jonildo Assis, ex-comandante da Polícia Militar de Mato Grosso, se lançou como pré-candidato a deputado federal nestas eleições....

    Inscrições para vagas remanescentes do SISU na UFR começam amanhã (21)

    A Universidade Federal de Rondonópolis (UFR) lançou edital de Processo Seletivo Específico para ocupação de vagas Remanescentes do Sistema de Seleção Unificada (SISU) 2022,...

    TSE regulariza título de mais de 81 mil eleitores em MT

    Atendendo ao pleito do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) regularizou a situação de 81.351 pessoas em Mato...

    MT está entre os 4 estados onde o etanol é mais competitivo do que a gasolina

    A queda de 1,84% no preço do etanol foi insuficiente para tornar o combustível competitivo para a maioria dos motoristas de carros flexpower no...

    Governo de Mato Grosso triplica orçamento do Projeto Olimpus em 2022

    Lançado em 2020 pelo Governo de Mato Grosso, o Projeto OlimpusMT é hoje o mais relevante programa financeiro para desenvolvimento do esporte no Estado....

    Empresas apresentam propostas para retomada das obras de infraestrutura em bairro de Rondonópolis

    A Prefeitura de Rondonópolis realizou, nesta quarta-feira (22), a sessão pública do processo licitatório para a retomada das obras de asfalto no bairro Sagrada...

    Especiais

    Últimas

    Editoriais

    Siga-nos

    Mais Lidas