03 de agosto de 2021
Mais
    Capa Esportes Brasil leva sufoco, mas bate Chile e vai à semi
    COPA AMÉRICA

    Brasil leva sufoco, mas bate Chile e vai à semi

    Expulsão de Gabriel Jesus complica time, que vence graças a gol de Lucas Paquetá

    Imagem: selecao Brasil leva sufoco, mas bate Chile e vai à semi
    Neymar e Lucas Paquetá dançam para comemorar o gol da vitória do Brasil
    ANTONIO LACERDA/EFE 02.07.21

    Foi no sufoco, com emoção até os minutos finais, mas o Brasil está na semifinal da Copa América! Graças a gol de Lucas Paquetá no início do segundo tempo, a seleção se segurou durante um longo período com um jogador a menos e venceu o Chile por 1 a 0, na noite desta sexta-feira (2), no Nilton Santos.

    Agora, os comandados de Tite se preparam para a semifinal, onde reencontrarão o Peru, que eliminou o Paraguai. O rival foi o adversário brasileiro na última final, dois anos atrás. O jogo está marcado para a próxima segunda-feira (5).

    Chile surpreende no início
    Acostumado a ter o domínio das ações desde o início, o Brasil foi surpreendido pelo Chile, que pressionou a saída de bola no campo de ataque e ofereceu momentos de perigo no primeiro tempo, principalmente com Vargas.
    Brasil perde chances
    Aos poucos, porém, os chilenos foram cansando e Neymar, com mais espaço, passou a criar oportunidades. Primeiro, ele fez jogada individual e cruzou para Roberto Firmino, que não pegou bem. Já nos minutos finais, o camisa 10 encontrou Gabriel Jesus, que ganhou da marcação e bateu forte. Bravo fez a defesa.
    Paquetá brilha no primeiro lance
    Para a segunda etapa, Tite optou pela entrada de Lucas Paquetá no lugar de Firmino. E logo no primeiro minuto, o ex-jogador do Flamengo já deixou a sua marca. Após tabela com Neymar, ele tirou o zagueiro e chutou com força, fazendo 1 a 0.

    Que isso, Jesus?
    Quando parecia que a situação do Brasil ficaria mais tranquila, Gabriel Jesus recebeu o cartão vermelho. O atacante levantou demais a perna em uma dividida e atingiu o rosto de Mena, sendo expulso do duelo.

    Não valeu
    Com um a mais, o Chile se animou e só não empatou aos 21, com Vargas, graças ao VAR, que, após uma longa análise, flagrou impedimento no início da jogada.
    Pressão
    Pouco tempo mais tarde, o travessão salvou o Brasil, em cabeçada de Brereton. Aos 32, Meneses aproveitou a sobra na entrada da área e bateu com força para o gol. Ederson faz a defesa e joga para escanteio.

    A única válvula de escape brasileira era Neymar. Primeiro, ele fez jogada individual e só não fez um golaço graças ao goleiro Bravo. Em outro lance, ele foi derrubado na entrada da área. E o craque seguiu assim, cavando faltas e ganhando tempo até o apito final.